Peixe é flagrado no mar com aliança perdida por turista durante férias

Marido visitava praia na Austrália com esposa, quando deu falta do anel avaliado em mais de cinco mil reais

 

Uma mergulhadora encontrou um objeto inusitado no mar durante um mergulho. Susan Prior conseguiu encontrar a aliança de casamento avaliada em US$1.000 – algo entorno de R$5.223 -, perdida depois de ver a joia no pescoço de um peixe. Em entrevista ao Daily Mail da Austrália, ela contou que fez questão de fazer o registro inusitado.

Peixe é flagrado com aliança perdida por turista durante férias (Foto: Reprodução)

Em entrevista, Susan contou que achou a situação “angustiante”. “O anel foi removido depois que pegaram o peixe com uma rede. Ele parece estar bem até agora. Mas, à medida que cresce, o metal vai cortá-lo”, relatou.

Ela ainda revelou que rastrear o dono da aliança por meio de um grupo no Facebook. Depois que a publicação viralizou, ela finalmente conseguiu entrar em contato com o proprietário da joia que estava no local durante as férias.

Suzie Quintal e seu marido Nathan Reeves, que mora na Gold Coast, na Austrália, estavam visitando a Ilha de Norfolk para ver a família durante o período de Natal. Ao dar um mergulho no mar, ele percebeu que o anel havia caído.

“Sempre digo a ele para tirar o anel antes de nadar. Ele a perdeu um dia antes do nosso segundo aniversário de casamento”, revelou ela.

A mulher ainda contou que ficou surpresa quando ficou sabendo que a mergulhadora teria achado o anel cinco meses depois do marido perdê-lo. “Eu simplesmente não conseguia acreditar”.

Peixe é flagrado com aliança perdida por turista durante férias (Foto: Reprodução)

De acordo com a publicação, Suzie e Nathan não puderam retornar à Ilha de Norfolk e agora estão esperando ansiosamente para saber se seu anel foi recuperado.

Fonte: Marie Claire

Publicado em Maio de 2021

Sobre Edson Rechi 909 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*