plantsIcon2Além da preferência pessoal do aquarista, a escolha da planta que se deseja manter poderá variar de acordo com o tipo do aquário. Algumas plantas são mais exigentes em sua manutenção, exigindo substrato fértil, iluminação forte e injeção de CO², enquanto outras espécies podem ser mais tolerantes na ausência destes. Observe também a disposição de cada espécie no aquário, com o objetivo de formar um paisagismo visualmente atraente. Este atlas apresenta informações relevantes que poderá ajudar o aquarista decidir se a planta será apropriado para seu aquário.

As espécies de plantas estão separadas por categorias e em ordem alfabética, de acordo com seu nome comum, para facilitar a busca.

Você também poderá consultar nossa base de dados de plantas através de fotos.

p-crr

p-fixas2

p-flutuantes

Porque ter plantas naturais no aquário?

Muitos aquaristas associam erroneamente a manutenção de Macrófitas (plantas aquáticas) em aquário muito trabalhoso e em algumas ocasiões não se desenvolvem sem motivo aparente, optando por plantas artificias. O uso de plantas naturais no aquário ajuda a melhorar e manter a qualidade da água, uma vez que agem como verdadeiros filtros naturais, além de deixar o aquário esteticamente muito mais natural e agradável.

Porém, assim como os peixes, ou qualquer ser vivo, demandam de alguns cuidados básicos em sua manutenção. Para seu pleno desenvolvimento exigem que seja suprido suas necessidades através da luz (fotossíntese), nutrientes (macro), elementos traços (micro-nutrientes) e gás carbônico (CO²). Algumas plantas exigem proporções maiores ou menores destes elementos variando de acordo com a espécie. Isto explica o porquê de algumas plantas serem fáceis de se manter no aquário e outras mais difíceis.