Placidochromis johnstoni

 

Placidochromis johnstoni (Günther, 1894)

Foto obtida em Aquahaus-gaus (www.aquahaus-gaus.de)

Nome Popular:  Não possui

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: África, difundido no Lago Malawi, Lago Malombe e superior do rio Shire

Tamanho Adulto: 20 cm

Expectativa de Vida: Desconhecido

pH: 7.8 a 8.0 — Dureza: –

Temperatura: 24°C a 28°C

Foto obtida em Aquahaus-gaus (www.aquahaus-gaus.de)

Aquário Mínimo: 80 cm comprimento X 40 cm largura — aquário deverá possuir preferencialmente substrato formado por seixos rolados de diversos tamanhos e areia. Plantas naturais são opcionais.

Comportamento & Compatibilidade: De comportamento relativamente pacífico, exceto em época de reprodução, se limita a expulsar peixes de seu território. Eventualmente pode comer peixes menores.

Alimentação: Naturalmente se alimenta-se de invertebrados e frequentemente se move em pequenos grupos em busca de alimento. Em aquário aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

Reprodução: Ovíparo. Similar a de outros ciclídeos africanos. Desovam em cavernas e pais cuidam da progênie.

Dimorfismo Sexual: Machos possuem nadadeiras dorsal e anal maiores e pontiagudas, enquanto das fêmeas são mais curtas e arredondadas.

Biótopo: Comumente encontrado em áreas com vegetação rasa, raramente sobre rochas.

Etimologia: –

Sinônimos: Haplochromis sexfasciatus, Tilapia johnstoni, Haplochromis johnstoni, Cyrtocara johnstoni, Astatotilapia johnstoni, Chromis johnstoni

Informações adicionais: É uma espécie relativamente comum em todo lago, normalmente associado em meio as plantas nas margens. Pode ser encontrado em numeroso grupo de até 50 indivíduos com um único macho mostrando sua chamativa coloração.

Frequentemente pode ser visto associado a N. polystigma caçando alevinos ou invertebrados. Possui um comportamento de caça único e interessante, jateando água pela boca próximo ao substrato ou folhas mortas fazendo com que micro organismos sejam expostos e consumidos. Ele também usa esta tática em rochas cobertas por sedimentos, atraindo pequenos ciclídeos Mbunas que acabam sendo vítimas do predador.

Referências:

  • Maréchal, C., 1991. Placidochromis. p. 378-380. In J. Daget, J.-P. Gosse, G.G. Teugels and D.F.E. Thys van den Audenaerde (eds.) Check-list of the freshwater fishes of Africa (CLOFFA). ISNB, Brussels; MRAC, Tervuren; and ORSTOM, Paris. Vol. 4.
  • Konings, A., 1990. Ad Konings’s book of cichlids and all the other fishes of Lake Malawi. T.F.H. Publications, Inc.
  • Romero, P., 2002. An etymological dictionary of taxonomy. Madrid, unpublished.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Fevereiro/2021
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 903 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*