Barbo Rosado / Conchônio (Pethia conchonius)

Pethia conchonius (Hamilton, 1822)

Macho adulto variedade “neon”

Nome Popular: Barbo Conchônio/Rosado — Inglês: Rosy barb

Ordem: Cypriniformes — Família: Cyprinidae (Ciprinídeos)

Distribuição: Ásia, distribuído no Afeganistão, Paquistão, Índia, Nepal e Bangladesh

Tamanho Adulto: 14 cm (comum: 6 cm)

Expectativa de Vida: 5 anos +

pH: 6.0 a 7.6 — Dureza: 5 a 19

Temperatura: 16°C a 26°C

Aquário Mínimo: 80 cm X 30 cm X 40 cm (96 L) – a decoração do aquário é indiferente, embora se mostrem mais coloridos quando mantidos em aquário plantado e substrato escuro.

Comportamento: Pacífico e gregário, deve ser mantido no mínimo seis espécimes.

Compatibilidade: Não é um peixe exigente em termos de química da água, podendo ser mantido com a maioria dos peixes mais populares encontrados em lojas de aquarismo.

Alimentação: Onívoro, em seu ambiente natural se alimenta de vermes, insetos e outros pequenos invertebrados, bem como material vegetal e detritos orgânicos. Em cativeiro aceitará prontamente alimentos secos.

Reprodução: Ovíparo, similar a outros barbos, após ritual de acasalamento com macho se exibindo para fêmea, ela dispersará ovos livres próximo ao substrato, que serão fecundados em seguida pelo macho. Não exibem cuidado parental e podem comer alevinos. Larvas eclodem em até 48 horas e nadam livremente após 24 horas.

Dimorfismo Sexual: Machos são menores, mais magros e apresentam coloração mais chamativa, especialmente durante a época de reprodução, quando também desenvolvem túbulos na cabeça e no focinho.

Biótopo: Espécimes adultos são encontrados em ambiente levemente lótico, porém ocorrem em numerosos tipos de habitats, desde riachos até afluentes de águas mais profundas.

Etimologia: Pethia é o nome vernacular genérico para pequenos ciprinídeos em cingalês. Conchonius, parece seguir um nome vernacular local para o peixe.

Sinônimos: Cyprinus conchonius, Barbus conchonius, Puntius conchonius

Informações adicionais: Distribuído no Afeganistão, Paquistão, Índia, Nepal e Banglades. Reportado a partir de Myanmar. Introduzido em todo o mundo e muito popular entre os aquaristas.

É um dos barbos mais resistentes, pouco exigente e com uma coloração impressionante durante o período de reprodução. Espécimes selvagens exibem variações em sua coloração e tamanho de acordo com a região de sua ocorrência.

A reprodução seletiva produziu várias linhagens ornamentais, incluindo formas de cauda longa, super vermelha, neon e dourada. Também foi hibridizado com alguns congêneres, embora aparentemente os filhos de tais experimentos sejam inférteis.

Amostra selvagem coletada perto de Bangalore, estado de Karnataka, sul da Índia.
Par adulto (macho na frente) coletado no lago Mirik em torno de 1490 m de altitude no estado ocidental de Bengal, Índia.

Referências:

  1. Pethiyagoda, R., M. Meegaskumbura and K. Maduwage, 2012. A synopsis of the South Asian fishes referred to Puntius (Pisces: Cyprinidae). Ichthyol. Explor. Freshwat.
  2. Talwar, P.K. and A.G. Jhingran, 1991. Inland fishes of India and adjacent countries. vol 1. A.A. Balkema, Rotterdam.
  3. Mills, D. and G. Vevers, 1989. The Tetra encyclopedia of freshwater tropical aquarium fishes. Tetra Press, New Jersey.
  4. Allen, G.R., S.H. Midgley and M. Allen, 2002. Field guide to the freshwater fishes of Australia. Western Australian Museum, Perth, Western Australia.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Junho/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 594 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*