Trabalho de revisão científica atesta: Peixes são criaturas sencientes e emotivas

Por Pedro Abreu do blog O Holocausto Animal

dead-fish

Eu adoro quando pesquisas científicas fornecem sólidas evidências empíricas sobre as vidas cognitivas e emocionais dos animais não-humanos, algo que algumas pessoas consideram como “surpresa”, simplesmente por conta da sua opinião desinformada. Eu recentemente escrevi sobre isso em um artigo denominado “A vida emocional dos caranguejos: stress e ansiedade”.

E agora, Culum Brown, Professor da Universidade Macquarie em Sydney, Austrália, publicou um Artigo de Revisão no periódico Animal Cognition, intitulado “Fish intelligence, sentience and ethics”, o qual claramente demonstra que peixes são criaturas sencientes e emotivas, e certamente sentem dor. O resumo desse significativo artigo, informa:

“…raramente se concede aos peixes o mesmo nível de compaixão ou de bem-estar dos vertebrados de sangue quente. Parte do problema é a grande lacuna entre a percepção das pessoas sobre a inteligência dos peixes e a realidade científica. Esta é uma questão importante, já que da percepção pública derivam políticas governamentais. […] Aqui eu avalio o estado atual do conhecimento acerca da cognição dos peixes, começando com sua percepção sensorial até a sua cognição. A revisão revela que a percepção e habilidade cognitiva dos peixes frequentemente alcançam ou até ultrapassam as de outros vertebrados. Uma revisão sobre as evidências da percepção de dor sugere fortemente que os peixes sentem dor de uma maneira similar à do resto dos vertebrados. Embora cientistas não possam fornecer uma resposta definitiva quanto ao nível de consciência para qualquer vertebrado não-humano, as evidências extensivas da sofisticação comportamental e cognitiva dos peixes, bem como da sua percepção de dor, sugerem que melhores práticas deveriam conceder aos peixes o mesmo nível de proteção reservado a qualquer outro vertebrado.”

Peixes devem ser incluídos no nosso círculo moral

Os achados do Prof. Brown são consistentes com a excelente pesquisa da Dra. Victoria Braithwaite, que em seu interessante livro chamado “Peixes sentem dor?”, conclui:

“Há tantas evidências de que peixes sofrem e sentem dor, quanto há para pássaros e mamíferos – e ainda mais do que há para bebês prematuros e neonatos humanos.” (p. 153)

Já passou da hora de usarmos o que sabemos em nome dos peixes e de outros animais usados e abusados aos incontáveis bilhões. Peixes claramente não são coisas ou objetos descartáveis, mas sim criaturas sencientes e emotivas.

Mark Bekoff, Etólogo Ph.D., é Professor Emérito de ecologia e biologia evolucionária na Universidade do Colorado. Ele também é autor de inúmeros livros e artigos sobre emoção, consciência e proteção animal.

Artigo resumido a partir da fonte original: Psychology Today

Tradução: Pedro Abreu

Sobre Aquarismo Paulista 152 Artigos
Visamos o fortalecimento dos amantes deste hobby, para que possamos promover a divulgação do aquarismo responsável através de nosso grupo no Facebook e site, além de promover encontros e eventos relacionados. O foco do grupo Aquarismo Paulista é abranger todas as vertentes do aquarismo e aquaristas de todos os níveis.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*