Killi do mangue salta para fora da água para se refrescar

 

Fonte: PFK England – Tradução e adaptação Edson Rechi

krypt_marmoratus_gr01

Em dias quentes e úmidos, você pode saltar na água para se refrescar, mas para o pequeno peixe Kryptolebias marmoratus, é pulando para fora da água que ele se refresca.

Em um novo estudo, pesquisadores da Universidade de Guelph descrevem como Kryptolebias marmoratus pula para terra firme a fim de deixar a temperatura corporal diminuir.

O salto do peixe para fora da água é para escapar do aumento das temperaturas, disse a professora de biologia Pat Wright, autor sênior do estudo. “Se os peixes são impedidos de saltar para fora da água, eles iriam morrer”, disse ela.

“A água contida no corpo do peixe evapora rapidamente provocando a queda da temperatura corporal. Leva poucos segundos para que comece a resfriar”, acrescenta a bióloga.

Estes peixes vivem em águas desde a Flórida até o Brasil, onde a temperatura da água pode chegar a 38°C.

O peixe foi filmado com uma câmera que mede a temperatura corporal. À medida que a água foi aquecendo, o peixe atirou-se para fora onde eles esfriaram quase imediatamente. Eles descobriram que após um minuto, a temperatura do corpo do peixe caiu mais do que a do ambiente.

“Com base na física, que seria de esperar o resfriamento evaporativo acontecer, esta é a primeira vez que foi medido diretamente”, disse Wright.
Wright acrescentou que o peixe escolhe o ponto em terra que irá pular e até mesmo pode mudar de local para viver passando por barreiras.

“Estes peixes também saltam por causa de conflitos com outros peixes ou ao procurar comida, mas a principal razão é resfriar seus corpos. Como a mudança climática continua, e as temperaturas em seus habitats continuam a aumentar, poderíamos potencialmente vê-los saltar mais “, disse Wright.

A equipe de pesquisa também analisou plasticidade, ou a habilidade do peixe para ajustar a temperaturas mais altas.

“Flexibilidade térmica em peixes adultos proporciona uma vantagem em um ambiente em rápida mutação”, disse Wright.

Nota do tradutor: Cientistas descobriram que Kryptolebias marmoratus consegue viver mais de 66 dias consecutivos fora da água, respirando ar através da pele.

 

Sobre Aquarismo Paulista 90 Artigos
Visamos o fortalecimento dos amantes deste hobby, para que possamos promover a divulgação do aquarismo responsável através de nosso grupo no Facebook e site, além de promover encontros e eventos relacionados. O foco do grupo Aquarismo Paulista é abranger todas as vertentes do aquarismo e aquaristas de todos os níveis.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*