Enfermeirinha (Aphyocharax anisitsi)

 

Aphyocharax-anisitsi-enfermeirinha

Aphyocharax anisitsi (Eigenmann & Kennedy, 1903)

Nome Popular: Enfermerinha, Tetra Nadadeiras Vermelhas — Inglês: Bloodfin tetra

Família: Characidae (Caracídeos)

Origem: América do Sul, bacia do rio Paraná

Tamanho Adulto: 5 cm

Expectativa de Vida: 5 anos +

Temperamento: Pacífico

Aquário Mínimo: 60 cm X 30 cm X 30 cm (54 L)

Temperatura: 18°C a 28°C

pH: 6.0 a 7.6 – Dureza: 4 a 15

Aphyocharax-anisitsi

Visão Geral

Encontrado na bacia do rio Paraná no Brasil, Paraguai e Argentina. Ocorre em riachos em meio a área sombreada normalmente sob densa vegetação flutuante ou ciliar.

Pequeno caracídeo resistente e indicado para aquaristas iniciantes. Se adaptam a uma gama relativamente grande de condições de água. Considerado um dos Tetras mais expectativa de vida mais longevas que existe, podendo chegar próximo dos 10 anos de idade ou mais quando criado em cativeiro.

Prionobrama filigera pode ser confundido com Aphyocharax anisitsi, porém facilmente distinto por sua forma do corpo mais alongada e pelo fato de não exibir coloração vermelha nas nadadeiras anal e ventral.

Aquário & Comportamento

O aquário deverá conter plantas formando zonas sombrias com algumas áreas abertas para natação. Outras peças de decoração poderão incluir troncos e raízes.

Seu comportamento é pacífico e gregário, devendo ser mantido em pelo menos meia dúzia de espécimes ou mais para que mostrem seu comportamento natural. Pode ser mantido em aquário comunitário com peixes de pequeno a médio porte igualmente pacíficos. Ocasionalmente pode mordiscar peixes mais lentos ou que apresentem longas nadadeiras.

Reprodução & Dimorfismo Sexual

Ovíparo. Nas primeiras horas do dia o macho conduzirá a fêmea liberar os ovos não adesivos em meio a plantas que serão fecundados. A maioria dos ovos irá cair para o fundo ou poderá ficar flutuando. Eclodem em até 2 dias e larvas estarão nadando livremente em até 48h. Pais não exibem cuidado parental.

O dimorfismo sexual da espécie é evidente em indivíduos adultos. Macho tem forma retilínea e nadadeira anal levemente curvada e a fêmea apresenta corpo em forma mais roliça.

É uma espécie bastante prolífera apesar de seu tamanho diminuto.

Alimentação

Carnívoro. Em seu ambiente natural se alimenta de vermes, crustáceos e insetos. Em cativeiro aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

EtimologiaAphyocharax; vem do grego aphye (- es)sardinha, anchova + charax (grego) = nome diminuto de uma espécie de peixe marinho.

Aphyocharax-anisitsi-enfermeirinha2

Referências

  1. Lima, R.S., 2003. Subfamily Aphyocharacinae (Characins). p. 197-199. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, Brasil.
  2. Mills, D. and G. Vevers, 1989. The Tetra encyclopedia of freshwater tropical aquarium fishes. Tetra Press, New Jersey. 208 p.
  3. Gonçalves, T.K., M.A. Azevedo, L.R. Malabarba and C. Fialho, 2005. Reproductive biology and development of sexually dimorphic structures in Aphyocharax anisitsi (Ostariophysi: Characidae). Neotrop. Ichthyol. 3(3):433-438.
  4. Page, L.M. and B.M. Burr, 1991. A field guide to freshwater fishes of North America north of Mexico. Houghton Mifflin Company, Boston. 432 p.
  5. Reproductive biology and development of sexually dimorphic structures in Aphyocharax anisitsi (Ostariophysi: Characidae) – Taís K. Gonçalves; Marco A. Azevedo; Luiz R. Malabarba; Clarice B. Fialho

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Agosto/2016

Sobre Edson Rechi 747 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*