Frontosa (Cyphotilapia frontosa)

 

Cyphotilapia frontosa (Boulenger, 1906)

Foto obtida em riftcichlids.com

Nome Popular: Frontosa — Inglês: Humphead cichlid

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: África: endêmico do Lago Tanganika

Tamanho Adulto: 35 cm

Expectativa de Vida: 10 anos +

pH: 8.8 a 9.3 — Dureza: –

Temperatura: 24°C a 28°C

Sub-adulto de Cyphotilapia frontosa

Aquário Mínimo: 200 cm comprimento X 60 cm largura — Para manter um harém com um macho e diversas fêmeas considere aquário com pelo menos 200 cm de comprimento. O aquário para a espécie deverá conter inúmeras rochas formando um paredão rochoso para se refugiarem e demarcarem território. Deixe algum espaço livre para nadarem. É possível manter em aquário de menor porte enquanto são juvenis, pois possuem taxa de crescimento bem lenta, devendo ser transferidos para aquários maiores a medida que crescerem.

Comportamento & Compatibilidade: Ficam mais a vontade e mostram seu comportamento natural quando mantido em grande número em aquário mono espécie, perdendo um pouco sua agressividade. Se forem mantidos em aquário comunitário com espécies de mesmo tamanho tendem a ficarem isolados. Os machos entre eles são agressivos até haver um dominante depois há o respeito natural da hierarquia. Devido seu tamanho, naturalmente tendem a atacar e a predar peixes de menor porte.

Alimentação: Onívoro com forte tendência a carnívoro. Em seu ambiente natural de alimenta de peixes menores, detritos, camarões, insetos e secundariamente plantas. São predadores naturais em seu meio natural. Em aquário aceitará prontamente alimentos secos, vivos e congelados. Devendo ser fornecido alimentos com alto índice de proteína.

Reprodução: Onívoro. São incubadores bocais, semelhantes aos Mbunas do lago Malawi. São peixes de “harem” ou seja devem ser mantidos em colônias com base num rácio de um macho para cinco fêmeas. A reprodução é também feita em T e a fêmea guarda os ovos por um período entre 22 e 25 dias. Dependendo do tamanho da fêmea, esta pode guardar até 50 ovos. No final do período de incubação os alevinos são libertados, completamente formados e auto-suficientes para procurarem a sua própria alimentação.

Dimorfismo Sexual: Possível distinguir somente ao atingirem a maturidade sexual por volta dos dois anos de idade. Machos são maiores e desenvolvem uma protuberância na parte superior da cabeça. Machos são mais coloridos e suas nadadeiras mais alongadas.

Biótopo: Encontrado tanto em zonas rochosas como em áreas arenosas abertas.

Etimologia: –

Sinônimos: Pelmatochromis frontosus, Cyphotilapia frontosus, Paratilapia frontosa

Informações adicionais: Distribuído exclusivamente na região de Kigoma (Tanzânia). Conhecido popularmente entre aquaristas como “rei do Tanganika”, é um dos ciclídeos de maior porte deste lago. Uma série de fatores o faz levar este título como coloração única, nadadeiras elaboradas e sua personalidade amigável / extrovertida. É um peixe bastante inteligente que interage bastante com o aquarista.

Encontrado tanto em zonas rochosas como em áreas arenosas abertas, ocorrem em regiões mais profundas (e escuras) do lago, por esta razão peixes selvagens quando mantidos em aquário se incomodam com iluminação muito forte.

Espécimes selvagens capturados têm que ser trazidos para a superfície por etapas, de modo a fazerem uma boa descompressão e assim evitar problemas futuros e mesmo a morte.

Existem muitas variações de cores diferentes em todo o lago. Frontosa é caracterizada por um corpo branco ou azul com 6 ou 7 barras verticais pretas.  Existem relatos de espécimes com mais de 20 anos criados em aquário.

Juvenis de Cyphotilapia frontosa

Referências:

  • Maréchal, C. and M. Poll, 1991. Cyphotilapia. p. 69-70. In J. Daget, J.-P. Gosse, G.G. Teugels and D.F.E. Thys van den Audenaerde (eds.) Check-list of the freshwater fishes of Africa (CLOFFA). ISNB, Brussels; MRAC, Tervuren; and ORSTOM, Paris. Vol. 4.
  • Kuwamura, T., 1986. Parental care and mating systems of cichlid fishes in Lake Tanganyika: a preliminary field survey. J. Ethol.
  • Balon, E.K., 1990. Epigenesis of an epigeneticist: the development of some alternative concepts on the early ontogeny and evolution of fishes. Guelph Ichthyol.
  • Brichard, P., 1989. Pierre Brichard’s book of cichlids and all the other fishes of Lake Tanganyika. T.F.H. Publications, Inc.
  • Yanagisawa, Y. and H. Ochi, 1991. Food intake by mouthbrooding females of Cyphotilapia frontosa (Cichlidae) to feed both themselves and their young. Environ. Biol. Fish.
  • Cyphotilapia frontosa em ciclídeos.com

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Outubro/2020
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 847 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*