Ctenochromis horei

 

Ctenochromis horei (Günther, 1894)

Ctenochromis horei F1 – Foto de Kim Pedersen (c) obtida em Rare African Cichlids

Nome Popular:  Não possui

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: África, lago Tanganyica e em afluentes como Rio Lukuga, Ruzizi e Nua

Tamanho Adulto: 20 cm

Expectativa de Vida: 8 anos +

pH: 7.8 a 8.6 — Dureza: –

Temperatura: 24°C a 28°C

Aquário Mínimo: 100 cm comprimento X 40 cm largura — aquário deverá possuir preferencialmente substrato arenoso e macio.

Ctenochromis horei fêmea e macho respectivamente – Foto de Kim Pedersen (c) obtida em Rare African Cichlids

Comportamento & Compatibilidade: De comportamento agressivo com peixes de formato e cores semelhantes. Ideal manter um macho em um harém com diversas fêmeas.

Alimentação: Naturalmente se alimenta de invertebrados e pequenos peixes. Em aquário pode demorar a aceitar alimentos secos, porém, podendo ser condicionado a tal.

Reprodução: Ovíparo, similar a de outros ciclídeos africanos. Fêmea são incubadoras bucais e o macho protege o território. Os machos dominantes têm um harém de fêmeas, mas outros machos se acasalam furtivamente com as fêmeas quando podem.

Dimorfismo Sexual: Machos são maiores e mais coloridos do que as fêmeas quando adultos.

Biótopo: Espécimes adultos habitam áreas costeiras do lago e cursos inferiores dos rios. Onipresente na bacia do lago Tanganyica, onde ocorre tanto em águas abertas em substrato arenoso ou em meio a rochas. É uma espécie que habita águas rasas ao longo da margem do lago e nas partes baixas dos rios tributários.

Etimologia: –

Sinônimos: Tilapia fasciata tanganaicae, Tilapia rubropunctata, Tilapia horei, Haplochromis horei, Chromis horei

Informações adicionaisCtenochromis horei está ameaçado pelo aumento da turvação da água e assoreamento em águas rasas causados ​​pela agricultura e silvicultura. Também está ameaçado pela pesca excessiva com redes.

Referências:

  • van Oijen, M.J.P., J. Snoeks, P.H. Skelton, C. Maréchal and G.G. Teugels, 1991. Haplochromis. p. 100-184. In J. Daget, J.-P. Gosse, G.G. Teugels and D.F.E. Thys van den Audenaerde (eds.) Check-list of the freshwater fishes of Africa (CLOFFA). ISNB, Brussels; MRAC, Tervuren; and ORSTOM, Paris. Vol. 4.
  • Kuwamura, T., 1986. Parental care and mating systems of cichlid fishes in Lake Tanganyika: a preliminary field survey. J. Ethol.
  • Eccles, D.H., 1992. FAO species identification sheets for fishery purposes. Field guide to the freshwater fishes of Tanzania. Prepared and published with the support of the United Nations Development Programme (project URT/87/016). FAO, Rome.
  • Kullander, S.O. and T.R. Roberts, 2012. Out of Lake Tanganyika: endemic lake fishes inhabit rapids of the Lukuga River. Ichthyol. Explor. Freshwat.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Fevereiro/2021
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 884 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*