Bicuda Manchada (Boulengerella maculata)

 

Boulengerella-maculata2

Classificação

Classe: Actinopterygii • Ordem: Characiformes • Família: Ctenoluciidae

Nome binomial: Boulengerella maculata (Valenciennes, 1850)

Sinônimos: Boulengerella maculata, Xiphostoma taedo, Xiphostoma maculata, Boulengerella maculatum, Hydrocynus maculatus, Xiphostoma maculatum

Grupo Aquário: Peixes Superfície, Peixes Jumbo

Nomes comuns

Ueua, Bicuda, Bicuda Manchada, Uena, Pirapucu

Inglês: Spotted pike-characin, Peruvian Gar

Distribuição & habitat

América do Sul; Rios Amazonas, Tocantins e Orinoco

Países: Brasil, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.

Encontrado em diversos habitats, desde principais canais fluviais de rios de água branca e negra, como lagos de várzea.

Boulengerella-maculata-map
Mapa por Discover Life

Ambiente & parâmetros da água

Pelágico; água doce • pH: 6.0 – 7.4 • Dureza: > 18 • Clima: tropical; 24°C – 28°C

Tamanho adulto

32 cm (comum 25 cm) • Estimativa de vida: 5 – 8 anos

Manutenção em aquário

Aquário com dimensões mínimas de 120 cm X 50 cm X 40 cm (240 litros) requerido — frequenta a superfície do aquário e apreciará uma cobertura de plantas de superfície ou plantas altas que cheguem próximo da superfície. Utilize tampas evitando que o peixe pule para fora do aquário.

Pacífico com outras espécies, mas se alimentará de peixes menores. Poderá ser mantido em cardume, desde que mantenha no mínimo de 4 espécimes, não costuma ser agressivo com indivíduos da mesma espécie.

Alimentação

Carnívoro, em seu ambiente natural alimenta-se de peixes menores e insetos. Em cativeiro aceitam praticamente qualquer alimento como secos, filés de peixes e alimentos vivos. Assim como qualquer outro peixe carnívoro, deve-se evitar fornecer carnes vermelhas ou aves, uma vez que possuem alguns lipídeos que não são metabolizados adequadamente pelos peixes e podem causar um depósito de gordura ou degenerar órgãos vitais.

Reprodução e dimorfismo sexual

Ovíparo. Desconhecido, porém supõe-se ser similar ao Ctenolucius hujeta.

Fêmeas tendem a ser maiores e com abdômen mais volumoso.

Galeria de imagens

Boulengerella-maculata

Boulengerella-maculata3

Descrição

Apresenta corpo alongado e roliço. Possui boca grande, pontuda e bastante dura. Sua coloração varia de espécime para espécime, normalmente o dorso é cinza com os flancos e o ventre prateados. Em seu corpo há também pintas pretas. Sua nadadeira dorsal está localizada na metade posterior do corpo e seu último raio, assim como na anal, é um pouco mais comprido. Já as nadadeiras pélvica e anal apresentam a margem preta e a caudal uma faixa preta nos raios medianos.

O padrão de cores em B. maculata varia consideravelmente em alguns espécimes, visivelmente mais claras, por exemplo, a ampla faixa lateral poderá ser menos intenso em alguns indivíduos. Isso não parece relacionado com a distribuição geográfica, mas pode ser correlacionado com o tipo de água.

Referências

  1. Vari, R.P., 2003. Ctenoluciidae (Pike-Characids). p. 252-254. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, Brasil.
  2. Robins, C.R., R.M. Bailey, C.E. Bond, J.R. Brooker, E.A. Lachner, R.N. Lea and W.B. Scott, 1991. World fishes important to North Americans. Exclusive of species from the continental waters of the United States and Canada. Am. Fish. Soc. Spec. Publ. (21):243 p.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Março/2014
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*