Visita a loja Fazenda Submersa

 

5Por Danieli Pereira & Edson Rechi

Aproveitando o feriado prolongado de sete de Setembro, reservamos um tempo para visitar a loja Fazenda Submersa em São Paulo.

A loja, apesar de estar em pleno funcionamento desde 21/08, não foi inaugurada oficialmente. Razão pela qual não está totalmente concluída. Mas pela estrutura montada inicialmente nota-se claramente que será apenas questão de tempo para se tornar uma loja conceito.

A Fazenda Submersa iniciou suas atividades em meados de 2019 vendendo camarões ornamentais pela internet. Hoje é uma referência, se não for a principal, em camarões no Brasil. Em nossa visita observamos inúmeras variedades de Caridinas e Neocaridinas, todos gozando de plena saúde e com cores bem vividas.

Embora a loja tenha sido inaugurada recentemente, há uma boa variedade de produtos e peixes. Algumas espécies de peixes bem raras de se encontrar em lojas de aquarismo. Segundo o proprietário, o biólogo Clemilson, mais conhecido como Mil, em breve haverá mais raridades expostas na loja. Principalmente no que tange a peixes de tamanho diminuto, conhecido como nano peixe. Muitos deles compatíveis com camarões.

Vale frisar que é quase impossível não se simpatizar com o Mil. Ele é daquelas pessoas que você passa horas conversando sem se dar conta que o tempo passou, além de excelente profissional e honesto em suas dicas de aquarismo. Um aquarista enrustido de lojista, algo bem comum de acontecer quando se “trabalha” com o que gosta.

Torço fortemente para que a loja seja concluída em breve. E tenho a certeza que a loja irá virar referência, não apenas na venda de camarões como ocorre atualmente, mas também em outras ramificações do aquarismo.

Fazenda Submersa
Endereço: R. Dom Érico Ferrari, 37 – Chácara Inglesa, São Paulo – SP, 05141-160
Telefone: (11) 99179-3105
Instagram | Canal Youtube
https://www.fazendasubmersa.com.br/

Visita realizada em 06/09/2021

Sobre Edson Rechi 920 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*