Tricogaster Lerii (Trichogaster leerii)

 

Trichogaster leerii5

Classificação

Classe: Actinopterygii  • Ordem: Perciformes • Família: Osphronemidae

Nome binomial: Trichopodus leerii (Bleeker, 1852)

Sinônimos: Trichopodus leeri, Trichogaster leerri, Trichogaster leeri, Trichogaster leerii, Trichopus leerii

Grupo Aquário: Gouramis, Labirintídeos

Nomes comuns

Tricogaster Lerii, Tricogaster Lery, Tricogaster Pérola. Inglês: Pearl gourami, Mosaic gourami, Diamond gourami

Ambiente & parâmetros da água

Bentopelágico; água doce • pH: 6.0 – 7.6 • Dureza: 5 – 19 • Clima: tropical; 24°C – 30°C

Encontrado em pântanos e pequenos riachos, geralmente em meio a densa vegetação aquática. Bastante comum em planícies de água ácida.

Distribuição 

Ásia. Encontrado na Tailândia, Malásia e as ilhas de Bornéu e Sumatra. Há relatos de populações introduzidas em Cingapura e Colômbia.

Trichogaster leerii-map
Mapa por Discover Life

Tamanho adulto

12 cm (comum 8 cm) • Estimativa de vida: 5 anos +

Manutenção em aquário & Comportamento

Aquário com dimensões mínimas de 80 cm X 30 cm X 40 cm (96 litros) requerido. Presença de plantas altas e de plantas flutuantes é apreciado pela espécie, além de iluminação moderada e fluxo de água lento.

É uma espécie pacífica que pode se tornar tímida se inserida com espécies de peixes mais agressivos, sendo ideal para aquário comunitário. Toleram a uma grande variedade de condições de água, sendo bastante resistente e ideal para aquaristas iniciantes.

Alimentação

Onívoro, em seu ambiente natural alimenta-se principalmente de pequenos invertebrados, larvas de insetos, detritos e secundariamente algas e plantas. Em cativeiro aceitará prontamente a maioria dos alimentos fornecidos.

Reprodução e dimorfismo sexual

Ovíparo. Macho constrói ninho de bolhas rente a superfície e costuma reunir ovos colocando-os no ninho. Pai protege as larvas até que eclodam e estejam nadando livremente. Ovos eclodem em até 36h dependendo da temperatura.

Dimorfismo sexual

Machos apresentam nadadeira dorsal mais longa e coloração vermelho mais intensa na área peitoral. Fêmeas são mais gordas e maiores que os machos.

Galeria de imagens

Trichogaster leerii6

Trichogaster leerii4

Descrição

Um dos Gouramis mais atraentes e resistentes para se manter em aquário. Como outros membros da mesma família, apresenta corpo alongado, comprido lateralmente. Suas nadadeiras peitorais são longas e finas similar a antenas. Boca pequena e voltada para cima. Manchas pérolas e marrons cobrem todo seu corpo e sua linha negra horizontal corre desde a boca até o pedúnculo caudal onde termina em forma de ponto.

Podem respirar oxigênio atmosférico através de seu órgão acessório conhecido como labirinto. Este órgão é formado por uma modificação no primeiro arco branquial, altamente vascularizado e ricamente irrigado por vasos sanguíneos, que faz com que o ar passe bem próximo da corrente sanguínea, proporcionando a troca de oxigênio com o sangue por meio de difusão. A estrutura do órgão varia de complexidade entre as espécies , tendendo a ser mais desenvolvido em espécimes que habitam ambiente privado de oxigênio.

Referências

  1. Robins, C.R., R.M. Bailey, C.E. Bond, J.R. Brooker, E.A. Lachner, R.N. Lea and W.B. Scott, 1991. World fishes important to North Americans. Exclusive of species from the continental waters of the United States and Canada. Am. Fish. Soc. Spec. Publ. (21):243 p.
  2. Kottelat, M., A.J. Whitten, S.N. Kartikasari and S. Wirjoatmodjo, 1993. Freshwater fishes of Western Indonesia and Sulawesi. Periplus Editions, Hong Kong. 221 p.
  3. Riehl, R. and H.A. Baensch, 1991. Aquarien Atlas. Band. 1. Melle: Mergus, Verlag für Natur-und Heimtierkunde, Germany. 992 p.
  4. Roberts, T.R., 1989. The freshwater fishes of Western Borneo (Kalimantan Barat, Indonesia). Mem. Calif. Acad. Sci. 14:210 p.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Dezembro/2014
Colaboradores (collaboration): –

 

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.