Ciclídeo Boca de Fogo (Thorichthys meeki)

 

Thorichthys meeki  (Brind, 1918)

Nome Popular: Ciclídeo Boca de Fogo — Inglês: Firemouth cichlid

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: América Central: encosta atlântica no México, Guatemala e Belize

Tamanho Adulto: 12 cm (comum: 6 cm)

Expectativa de Vida:  5 anos +

pH: 6.5 a 8.5 — Dureza: —

Temperatura: 20°C a 32°C

Aquário Mínimo: 100 cm comprimento X 40 cm largura — espécie não é exigente com relação à decoração do aquário. Um arranjo de aparência mais natural pode consistir de um substrato arenoso e macio com rochas lisas e algumas raízes de troncos e galhos colocados de tal forma que se formem refúgios.

Comportamento: Não é essencialmente agressivo, embora seja territorial quando se reproduz e pode comer peixes muito pequenos.

Compatibilidade: Pode ser mantido com ciclídeos de tamanho similar, mas forneça espaço suficiente para permitir que cada espécie forme um território adequado. Grupos de peixes pacíficos que vivem na parte superior do aquário como dos gêneros Poecilia Xiphophorus são particularmente adequados, uma vez que são oriundos do mesmo biótopo.

Alimentação: Onívoro, essencialmente bentófago se alimentando de larvas de insetos, moluscos, crustáceos e detritos orgânicos. Em aquário sua dieta deverá ser bastante variada incluindo uma proporção significativa de alimentos vegetais como Spirulina e similares.

Reprodução: Ovíparo, deposita os ovos em substrato aberto, como pedras, troncos e folhas ou em uma depressão rasa escavada no substrato; de 100 a 500 ovos são depositados e guardados por ambos os pais; jovens recém-nascidos são transferidos para poços rasos e os pais continuam a guardá-los por cerca de suas a três semanas.

Dimorfismo Sexual: Em espécimes adultos os machos tendem a crescer mais, desenvolvendo filamentos dorsais e anais mais estendidos, além de serem mais coloridos do que as fêmeas. Especialmente em condições de reprodução.

Biótopo: Coletado em uma ampla gama de biótopos caracterizado por águas rasas, clara a lamacenta, doce a ligeiramente salobra, incluindo cenotes, brejos de beira de estradas, nascente de lagoas, valas, córregos e afluentes menores. Os substratos podem ser compostos de areia, lama, pedra calcária ou calcário travertino enquanto a presença de vegetação aquática variou de acordo com o local.

Etimologia: Thorichthy; do grego throsko que significa ‘saltar, primavera’ e ikhthús, que significa ‘peixe’. Meeki, nomeado em homenagem ao ictiologista americano Seth Eugene Meek (1859-1914), compilador do primeiro livro sobre peixes de água doce mexicanos.

Sinônimos: Cichlasoma hyorhynchum, Herichthys meeki, Cichlasoma meeki, Thorichthys helleri meeki

Informações adicionais: Sua distribuição se estende desde o sistema Rio Tonalá, próximo a Coatzacoalcos, na vertente atlântica do México, passando pelos estados de Veracruz, Chiapas, Tabasco, ao redor da península de Yucatán e depois ao sul até o norte de Belize e Guatemala.

Populações naturalizadas existem no Havaí (desde 1940) e em Porto Rico (desde o final dos anos 2000), além de haver relatos dos estados do Arizona e da Flórida, EUA.

É uma espécie bastante popular no aquarismo e praticamente todos os peixes comercializados são provenientes de cativeiro. É facilmente identificado pela presença da cor vermelha ou laranja na parte inferior de sua cabeça, mais pronunciado em adultos.

Referências:

  • Lee, D.S., C.R. Gilbert, C.H. Hocutt, R.E. Jenkins, D.E. McAllister and J.R. Stauffer, 1980. Atlas of North American freshwater fishes. North Carolina State Museum of Natural History.
  • Yamamoto, M.N. and A.W. Tagawa, 2000. Hawai’i’s native and exotic freshwater animals. Mutual Publishing, Honolulu, Hawaii.
  • Robins, C.R., R.M. Bailey, C.E. Bond, J.R. Brooker, E.A. Lachner, R.N. Lea and W.B. Scott, 1991. World fishes important to North Americans. Exclusive of specie.
  • Conkel, D., 1993. Cichlids of North and Central America. T.F.H. Publications, Inc., USA.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Julho/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*