Rasbora Cauda de Tesoura (Rasbora trilineata)

 

Rasbora trilineata (Steindachner, 1870)

Foto de Nonn Panitvong (c)

Nome Popular: Rasbora Cauda de Tesoura — Inglês: Three-lined rasbora, Scissortail rasbora

Ordem: Cypriniformes — Família: Cyprinidae (Ciprinídeos)

Distribuição: Ásia. Bacias de Mekong e Chao Phraya na Península Malaia

Tamanho Adulto: 13 cm

Expectativa de Vida: 3 anos +

pH: 6.5 a 7.5 — Dureza: 5 a 12

Temperatura: 22°C a 28°C

Aquário Mínimo: 100 cm (comprimento) X 40 cm (largura) — Prefere aquário com plantas formando áreas sombreadas. Mostram-se mais coloridos e ativos quando mantidos em aquário plantado com áreas abertas para natação. Pode-se adicionar raízes e folhas secas (opcional) como decoração.

Comportamento & Compatibilidade: Espécie pacífica e gregária que forma hierarquia livre, podendo ser mantido em aquário comunitário com peixes de tamanho diminuto. Será importante manter em cardume com pelo menos 10 espécimes para que mostrem seu comportamento natural e cores mais realçadas.

Alimentação: Onívoro, em seu ambiente natural se alimenta de pequenos insetos, vermes, crustáceos e zoo plâncton. Em cativeiro aceitará prontamente alimentos secos.

Reprodução: Ovíparo, sua reprodução é similar dos pequenos ciprinídeos. A fêmea irá disseminar ovos livremente no substrato ou em folhas e o macho irá fecundar em seguida. Não ocorre cuidado parental e os alevinos eclodem em até dois dias permanecendo no saco vitelínico. Em 24 h estarão nadando livremente.

Dimorfismo Sexual: Fêmeas são ligeiramente maiores e mais roliças que os machos, principalmente na região ventral. Machos adultos possuem corpo retilíneo.

Biótopo: Ocorre em águas abertas e rasas, incluindo pântanos, reservatórios, canais e várzeas. Bastante adaptável, foi coletado em vários tipos de habitats, incluindo ambiente lótico com substrato de pedregulhos e cascalho e águas negras mais lentas associadas a densa vegetação marginal.

EtimologiaRasbora, palavra indiana utilizada para o gênero, também usada na península malaia.

Sinônimos: não possui.

Informações adicionais: Um peixe bastante adaptável senso ideal para aquaristas iniciantes. O apelido ‘scissortail’ (cauda de tesoura) é derivado do movimento de contração característico da nadadeira caudal quando o peixe está em repouso.

Distingue-se de R. caudimaculata pela ausência da coloração vermelha na nadadeira caudal e de R. spilocerca pelo seu tamanho maior. Algumas populações selvagens exibem diferentes graus de pigmentação amarela na nadadeira caudal.

Tolera um grande range de parâmetros de água (pH 5.0 ~ 8.0) dependendo da origem do peixe, porém em aquário o ideal é criar em pH levemente ácido a levemente alcalino.

Foto de Nonn Panitvong (c)

Referências:

  • Taki, Y., 1974. Fishes of the Lao Mekong Basin. United States Agency for International Development Mission to Laos Agriculture Division.
  • Roberts, T.R., 1989. The freshwater fishes of Western Borneo (Kalimantan Barat, Indonesia). Mem. Calif. Acad. Sci.
  • Vidthayanon, C., 2002. Peat swamp fishes of Thailand. Office of Environmental Policy and Planning, Bangkok, Thailand

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Março/2019
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 747 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*