Peixe Gato Camaleão (Pseudohemiodon apithanos)

 

Pseudohemiodon-apithanos2

Pseudohemiodon apithanos (Isbrücker & Nijssen, 1978)

Nome Popular: Peixe Gato Camaleão, Caracha — Inglês: Chameleon Whiptail

Família: Loricariidae (Loricarídeos)

Origem: América do Sul, bacia do rio São Miguel no Peru e Equador

Tamanho Adulto: 15 cm

Expectativa de Vida: desconhecido

Temperamento: Pacífico

Aquário Mínimo: 80 cm X 30 cm X 40 cm (96 L)

Temperatura: 26°C a 28°C

pH: 6.4 a 7.6 – Dureza: desconhecido

Visão Geral

Encontrado em cachoeiras e rios lóticos. Sua distribuição ocorre Rio San Miguel no Equador e Rio Itaya sul de Iquitos no Peru, porém pesquisas recentes indicam que sua área de distribuição é mais ampla incluindo o rio Madeira no Brasil.

É uma espécie marcante e inconfundível. Muda de cor constantemente quando perturbado, daí seu nome popular Camaleão. Sua coloração comum é um fundo cinza escuro (variável para preto, marrom) que vai desde o focinho, entre os olhos, até a região de sua nadadeira dorsal. Outras listras escuras (duas ou três) surgem ao longo de suas costas até a nadadeira caudal. Sua nadadeira caudal é preta.

Vive principalmente associado a substrato arenoso e este comportamento é refletido pela notável compressão dorsoventral do corpo e nadadeiras pélvicas que são utilizadas principalmente para a locomoção no substrato, além de seus lábios permitirem adesão ao substrato.

Aquário & Comportamento

O aquário para espécie deverá possuir grande extensão de substrato arenoso e macio. Presença de troncos e folhas no substrato é desejável para possa se esconder e mostrar seu comportamento natural. Plantas de superfície podem ser utilizadas (opcional) formando áreas sombreadas.

Espécie extremamente pacífica que dificilmente vai incomodar outros peixes, mesmo os da mesma espécie ou peixes menores.

Reprodução & Dimorfismo Sexual

Ovíparo. Não há informações sobre sua reprodução em cativeiro, mas sugere-se que seja similar a outros loricarídeos.

Seu dimorfismo sexual é pouco evidente, exceto em época reprodutiva onde machos utilizam seus lábios orientados a função reprodutiva para incubar os ovos grandes.

Alimentação

Onívoro, se alimentam praticamente de tudo. Em aquário se alimentará de algas, micro alimentos e alimentos secos sem dificuldades. Deve-se fornecer regularmente pastilhas de algas ou vegetais.

Etimologia: Pseudohemiodon: Grego, pseudes = falso + grego, hemi = metade + grego, odiosa = dentes. Apithanos (grego) significa incrível, em alusão à variabilidade no padrão de cor que pode se mudar constantemente

Pseudohemiodon-apithanos

Referências

  1. Ferraris, C.J. Jr., 2003. Loricariidae – Loricariinae (Armored catfishes). p. 330-350. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre EDIPUCRS, Brasil.
  2. Diversidade em risco  – Compensação ambiental paga por projetos de geração de energia financia programas de pesquisa na Amazônia (O Globo)
  3. Planet Catfish – Pseudohemiodon apithanos

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Abril/2016

Colaboradores (collaboration): –

 

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*