Goby de Cabeça Grande (Ponticola kessleri)

Ponticola kessleri (Günther, 1861)

Nome Popular: Goby de Cabeça Grande — Inglês: Bighead goby

Ordem: Perciformes — Família: Gobiidae (Gobídeos)

Distribuição: Europa e Ásia

Tamanho Adulto: 22 cm

Expectativa de Vida: desconhecido

pH: 6.0 a 8.0 — Dureza: 9 a 19

Temperatura: 4°C a 20°C

Aquário Mínimo: 80 cm X 30 cm X 40 cm (96 L) — Exige água bem oxigenada. O substrato deverá ser preferencialmente arenoso e a decoração composta por troncos ou pedras formando cavernas e refúgios.

Comportamento & Compatibilidade: Apresenta comportamento pacífico com outras espécies, sendo os machos territorialistas e agressivos entre si. Deve ser mantido com peixes de porte semelhante e de mesmas exigências.

Alimentação: Carnívoro, naturalmente se alimenta de pequenos crustáceos como Mysida, Corophiidae e anfípodes, além de pequenos peixes incluindo Gobys menores.

Reprodução: Ovíparo. Ovos adesivos são depositados em pedras, conchas e plantas aquáticas. Os machos guardam os ovos até a eclosão. Atingem a maturidade sexual aos 2 anos.

Dimorfismo Sexual: Fêmeas são ligeiramente menores e possuem região ventral mais roliça.

Biótopo: Ocorre em água doce e salobra com baixa salinidade (< 2ppm) em rios, lagoas e lagos, sob fundo rochoso ou bem vegetado. Pode ser encontrados em águas paradas ou corredeiras.

Etimologia:

Sinônimos: Gobius platycephalus, Neogobius kessleri, Gobius kessleri

Informações adicionais: Distribuído no delta do Danúbio; Lagos Kagul, Yalpukh, Katlabukh, Kitai. Dniester do liman até a região de Kamentes-Podol’sk. Dnieper a Dnepropetrovsk; Odessa e todas as costas do mar Cáspio; e Volga em Astrakhan. Ausente do mar de Azov.

Informações indicam que esta espécie chegou a bacia do Mar do Norte através de uma via navegável artificial ligando o Danúbio ao Reno, colonizando todos os habitats ribeirinhos adequados a jusante do local da invasão.

Referências:

  • Kottelat, M. and J. Freyhof, 2007. Handbook of European freshwater fishes. Publications Kottelat, Cornol and Freyhof, Berlin.
  • Miller, P.J., 1986. Gobiidae. p. 1019-1085. In P.J.P. Whitehead, M.-L. Bauchot, J.-C. Hureau, J. Nielsen and E. Tortonese (eds.) Fishes of the North-eastern Atlantic and the Mediterranean. Volume 3. UNESCO, Paris.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Janeiro/2019
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 740 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*