Tetra Colibri (Poecilocharax weitzmani)

 

Poecilocharax weitzmani

Nome Popular: Tetra Colibri, Tetra Magnífico — Inglês: Black morpho tetra

Ordem: Characiformes — Família: Crenuchidae

Distribuição: América do Sul, alto do Solimões, bacia superiores do Rio Negro e Rio Solimões.

Comportamento: Pacífico, territorial. São peixes pacíficos e tímidos que passam a maior parte de seu tempo protegendo seu território, se reservando a expulsar peixes invasores. Contrário aos demais pequenos tetras, não formam cardume preferindo criar haréns com um macho dominante e diversas fêmeas.

Tamanho Adulto: 5 cm (comum 4 cm)

pH: 4.0 a 6.6

Dureza: 1 a 5

Temperatura: 24°C a 28°C

Aquário Mínimo: 60 cm X 30 cm X 30 cm (56L)

Alimentação: Onívoro. Com algum treinamento e paciência pode-se habituá-los a se alimentar exclusivamente de alimentos secos. Desejável o fornecimento de alimentos vivos periodicamente.

Reprodução: Ovíparo. Embora parente próximo dos caracídeos, possui estratégia reprodutiva similar a dos ciclídeos. A desova é realizada em tocas o qual os pais cuidarão dos ovos até que eclodam e os alevinos nadem livremente.

Dimorfismo Sexual: Machos são maiores e mais coloridos do que as fêmeas. A medida que amadurecem os machos desenvolvem nadadeira dorsal mais comprida.

Biótopo: córregos lentos de água negra, substrato lamoso ou arenoso, em meio a raízes e macrófitas, além de densa vegetação marginal. A água geralmente apresenta um teor de minerais dissolvidos insignificante, é mal tamponada e cor de chá, devido à liberação gradual dos taninos e orgânicos ácidos a partir de material vegetal em decomposição.

Informações adicionais: É um micro predador, mas dificilmente se alimenta de peixes menores. Deve-se manter um macho para duas fêmeas. Embora possa ser mantido dois machos no mesmo aquário, assegure que este tenha bastante espaço e refúgios suficientes para evitar danos a indivíduos mais fracos, uma vez que machos são bastante territorialistas entre si.

Pertence a ordem Characiformes, não formam cardumes como é comum em muitas pequenas espécies que pertencem a esta ordem. A maior parte dos espécimes (coletados) são enviados para o exterior e o gênero possui uma única outra espécie: P. bovalii (Eigenmann 1909). Não é recomendado para aquaristas iniciantes, uma vez que requer cuidados especializados. Pesquisas recentes sugerem que esta espécie detecta sua presa via radiação térmica (questionável).

Poecilocharax weitzmani3Poecilocharax weitzmani2

Referências:

  1. Buckup, P.A., 2003. Crenuchidae (South American darters). p. 87-95. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, Brasil.
  2. Robins, C.R., R.M. Bailey, C.E. Bond, J.R. Brooker, E.A. Lachner, R.N. Lea and W.B. Scott, 1991. World fishes important to North Americans. Exclusive of species from the continental waters of the United States and Canada. Am. Fish. Soc. Spec. Publ. (21):243 p.
  3. Baensch, H.A. and R. Riehl, 1991. Aquarien atlas. Bd. 3. Melle: Mergus, Verlag für Natur-und Heimtierkunde, Germany. 1104 p.
  4. Poecilocharax weitzmani – Sekai Scaping

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Julho/2015
Colaboradores (collaboration): –

 

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

3 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*