Benefícios das plantas naturais em aquário

Autor: Edson Rechi — Agosto/2017

Introdução

Existem inúmeros ornamentos os quais você pode utilizar para decorar seu aquário. Enfeites de personagens de desenho animado, objetos que soltam bolhas de ar, substratos diversos, troncos, rochas, entre tantos outros. Uma infinidade para o aquarista que sempre busca o que parece ser agradável a seus olhos.

Entre os enfeites mais utilizados comumente me deparo com aquários decorados com plantas artificias. Sempre me pergunto, porque não usar plantas naturais?

Além do efeito decorativo natural, as plantas aquáticas oferecem benefícios e funções vitais que certamente não são encontrados nos enfeites artificiais, podendo ser a chave para tornar seu aquário um sucesso.

Abaixo listo algumas vantagens de como as plantas naturais podem beneficiar seu aquário:

Aeração

Durante a fotossíntese as plantas absorvem nutrientes, luz e dióxido de carbono, liberando oxigênio na água como subproduto. Embora a quantidade de oxigênio liberado não possa ser considerada uma fonte primária, neste processo as bactérias anaeróbicas, assim como os peixes, acabam se beneficiando.

Filtros naturais

O equilíbrio do sistema e a qualidade da água dependem principalmente de seu sistema de filtragem, que removerá a maior parte do material orgânico gerado através da filtragem mecânica, química e biológica.

Existem inúmeros tipos de filtros e a maioria cumpre seu papel, porém apresentam uma pequena falha: se não forem limpos periodicamente sua eficiência cairá consideravelmente.

Plantas agem como verdadeiros filtros naturais, consumindo de forma constante resíduos liberados pelos peixes e pelas sobras de alimentos, material em decomposição e em alguns casos até mesmo metais pesados. Consomem a amônia e nitrito para se desenvolver. Estes compostos em altas concentrações se tornam letais para os peixes e invertebrados.

Obviamente possuem limitações variando a quantidade e o tipo de planta utilizado, no geral é um forte aliado para ajudar a manter a qualidade da água. Neste caso, quanto mais plantas melhor!

Além de auxiliar na filtragem, as plantas também criam área de superfície adicional para que as bactérias benéficas se desenvolvam. Isso proporciona filtragem biológica adicional.

A qualidade geral da água nos aquários é muito maior com a presença de plantas naturais. 

Inibidor de algas

Algas precisam basicamente de uma fonte de nutrientes e luz para se desenvolver. Possuem vantagem sobre as plantas, pois consomem uma quantidade muito pequena de nutrientes. Desta forma, seu desenvolvimento é mais acelerado comparado com o das plantas, podendo se tornar um sério problema em curto prazo.

O crescimento de algas é muito mais comum em aquário sem plantas. Para combater seu crescimento, as plantas podem ser utilizadas para competir no consumo de nutrientes. Quanto mais plantas tiver no aquário maior o consumo de nutrientes. Desta forma será menor a probabilidade das algas se desenvolverem. 

Se um aquário estiver equilibrado com as plantas se desenvolvendo bem, é necessário pouca manutenção no controle de algas. Em algumas situações nem precisamos nos preocupar com elas, bastando usar peixes comedores de algas para eventuais focos que aparecerem.

Desta forma será uma preocupação a menos para o aquarista.

Diminui a agressividade dos peixes

Determinadas espécies de peixes apresentam comportamento territorialista, agredindo outros peixes sempre que possível. Seja para demarcar seu território ou firmar sua posição na hierarquia do grupo.

Com a presença de plantas no aquário este comportamento ficará menos acentuado, uma vez que as plantas quebram a linha de visão dos agressores diminuindo seu contato com demais peixes, além de fornecer abrigo e proteção para os peixes mais tímidos.

Também servirá de proteção para fêmeas que dão a luz, principalmente peixes vivíparos, onde comumente os machos as perseguem a todo o momento para se reproduzir.

Além do mais, muitas espécies de peixes ao se reproduzirem colocam ovos nas folhas das plantas. Com a presença de plantas, a probabilidade de seus peixes se reproduzirem aumenta consideravelmente.

Esteticamente agradável

A parte mais agradável na introdução de plantas naturais em seu aquário é o apelo estético. Torna o ambiente muito mais agradável e natural, principalmente quando utilizado em conjunto com outros materiais naturais como troncos e rochas.

Apenas atente que devem ser criteriosamente escolhidas. Use plantas de menor porte em primeiro plano e as maiores em segundo plano.

Poda regular é recomendado a fim de manter o aspecto estético o qual você planejou, bem como para incentivar o desenvolvimento contínuo das mudas. Muitas vezes você poderá replantar as mudas podadas ou doar para seus amigos aquaristas.

Fonte alimentar

Plantas naturais aumentam a área de superfície para pequenos vermes, rotíferos e protozoários estabelecerem colônias. São uma excelente fonte de alimentos vivos para os peixes de pequeno porte ou alevinos. Além de ajudar na variação de sua dieta, se tornam uma excelente alternativa alimentar natural.

Embora nem todos os peixes comam plantas, muitos são onívoros e precisam obter fonte de matéria vegetal para complementar sua dieta. Alguns com maior e outros com menor frequência. Plantas naturais ajudarão a complementar sua dieta.

Conselhos para manutenção das plantas

  • Mesmo com a presença de plantas, a manutenção regular do aquário deverá ser efetuada. Isso inclui limpeza nos filtros e trocas parciais de água.
  • Mantenha o período de iluminação entre oito e dez horas diárias.
  • Injetar CO2 dependerá exclusivamente das plantas que irá utilizar. Existe uma infinidade de plantas que se desenvolvem somente com a presença natural de CO2 no aquário, obtido através da respiração dos peixes. Se preferir, poderá injetar carbono líquido esporadicamente ou de acordo com a necessidade a fim de ajudar em seu desenvolvimento.
  • O uso de substrato fértil também irá variar de acordo com as plantas escolhidas. Se não pretende ter um aquário densamente plantado, utilize um pouco de substrato fértil somente nas áreas em que irá plantar. Existem muitas plantas que se desenvolvem somente com substrato inerte, pois consomem nutrientes via foliar.
  • Use plantas de crescimento rápido durante as primeiras semanas do aquário. Elas irão consumir o excesso de nutrientes presente na água, evitando sobras que poderia ser utilizado no desenvolvimento das algas.

Plantas pouco exigentes

Existe uma infinidade de plantas que podem ser utilizadas no aquário, variando seu nível de exigência.

Abaixo irei listar algumas plantas mais comuns encontradas em lojas de aquário, que se desenvolvem relativamente bem sob uma ampla gama de condições de água, luz e nutrientes. São as conhecidas plantas “low-tech”, termo utilizado para designar plantas pouco exigentes.

Conclusão

Afinal, devo utilizar plantas naturais ou artificiais?

A resposta poderá variar de acordo com o seu gosto pessoal e o planejamento do aquário.

Fica claro que o uso de plantas naturais beneficia todo o sistema biológico do aquário. Por outro lado, demandam um pouco mais de manutenção por parte do aquarista.

As plantas artificiais não possuem nenhuma função biológica, somente estética. Este último ainda é bem questionável dependendo da qualidade do material.

Outra questão é que seu uso vai depender de acordo com os peixes mantidos no aquário. Alguns peixes, nomeadamente peixes de grande porte ou de dieta herbívora, dificilmente deixarão suas plantas prosperar. Nesta situação o uso de plantas artificiais pode ser uma boa alternativa.

Sobre Edson Rechi 624 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*