Borboleta africana (Pantodon buchholzi)

 

Pantodon-buchholzi

Classificação

Classe: Actinopterygii • Ordem: Osteoglossiformes • Família: Pantodontidae

Nome binomial: Pantodon buchholzi – Peters, 1876

Sinônimos: Pantodon buchholzi macrolepis, Pantodon buchholzi schizonotus, Pantodon bucholzi, Pantodon buccholzii

Grupo Aquário: Peixes Primitivos, Borboletas

Nomes comuns

Borboleta Africana

Inglês: Butterfly fish, African Butterfly fish, Freshwater butterfly fish

Distribuição & habitat

África, são encontrados no Lago Chade, na bacia do rio Congo, além do delta do Níger, baixo do Ogun e rio Cross.

Países: Benin, Camarões, República do Congo, República Democrática do Congo, Gabão, Nigéria, Sierra Leoa

Habitat: encontrado em águas calmas de pântanos, riachos e lagoas. Comumente encontrado na superfície de áreas mais calmas dos rios em meio a densa vegetação aquática e plantas flutuantes.

Pantodon-buchholzi-map
Mapa por Discover Life

Ambiente & parâmetros da água

Pelágico, potamódromos; água doce • pH: 6.0 – 7-6 • Dureza: 5 – 15 • Clima: tropical; 23°C – 30°C

Tamanho adulto

12 cm (comum 8 cm) • Estimativa de vida desconhecido

Manutenção em aquário

Aquário com dimensões mínimas de 80 cm X 30 cm X 40 cm (96 litros) requerido. Presença de bastante plantas altas que cheguem próximo a superfície será apreciado pela espécie, assim como plantas flutuantes. Deve-se tampar bem o aquário, esta espécie é um excelente saltador.

Bastante pacífico e excelente predador, comerá peixes menores que couber em sua boca. Esta espécie poderá ser agressiva com peixes que habitam a superfície do aquário, principalmente se mantidos em pequenos espaços. Pode-se mantê-los com peixes de superfície, incluindo da mesma espécie, desde que o aquário tenha bastante espaço e plantas altas ou flutuantes quebrando a linha de visão dos peixes, porém, o ideal é criá-lo com peixes pacíficos que habitam o meio do aquário ou fundo.

Alimentação

Carnívoro, essencialmente insetívoro, em seu ambiente natural alimenta-se basicamente de insetos terrestres e secundariamente de pequenos peixes e ninfas de insetos. Em cativeiro poderá demorar a aceitar alimentos secos, devendo ser treinado para tal. Considere fornecer alimentos vivos periodicamente como artêmias vivas, insetos, e pequenos peixes.

Reprodução e dimorfismo sexual

Pantodon-buchholzi-male-female

Ovíparo, dispersam ovos em plantas flutuantes. Após perseguição do macho junto a fêmea abraçando com suas nadadeiras, ela irá liberar ovos em meio a plantas flutuantes que serão fertilizados em seguida pelo macho. Podem liberar os ovos ao longo de vários dias, com uma média de 80 a 200 ovos diários. Larvas eclodem entre três e quatro dias. Não há cuidado parental e os pais podem comer os ovos ou alevinos.

Machos são mais esguios e possuem nadadeira anal côncava e mais longa do que as fêmeas. Fêmeas apresentam nadadeira anal reta e costumam ser mais encorpadas.

Galeria de imagens

Pantodon-buchholzi2

Pantodon-buchholzi3 Pantodon-buchholzi4

Descrição

Apresenta a parte superior e inferior do corpo plano com perfil quase retangular. Suas laterais são convexas e suas narinas projetam pequenos tubos. A característica mais marcante da espécie são suas nadadeiras, a peitoral e ventral são estendidos como asas, a dorsal é arredondada e recuada junto ao corpo. As nadadeiras anal e caudal são alongadas. Boca bastante grande.

Seu nome comum, Borboleta, é devido sua aparência quando visto de cima, suas grandes nadadeiras peitorais parecem asas dando o aspecto de uma borboleta. A nadadeira peitoral tem dupla função, ajuda a camuflar o peixe fazendo parecer uma folha morta flutuando na superfície da água e também serve para ajudar o peixe dar grandes saltos para fora da água para capturar insetos ou escapar de potenciais predadores. Embora pule boa distância, não é um peixe planador e sim um saltador balístico.

É bastante comum vê-lo na superfície da água inativo, tendendo a permanecer imóvel entre as plantas de superfície, sendo mais ativo ao entardecer quando a presença de insetos é maior. Seus olhos possuem diversas características estruturais permitindo o peixe ver tanto dentro da água como a superfície atmosférica.

Embora chamado de Borboleta, não possui parentesco com as borboletas marinhas da família Chaetodontidae e das borboletas de água doce da família Gasteropelecidae. Possui parentesco com peixes de língua óssea, nomeadamente Aruanãs, Pirarucus e outros. Assim sendo, como todo membro da ordem Osteoglossiformes, apresenta uma proto-vesícula natatória adaptada a funcionar como um pulmão duplo, sendo o lado esquerdo menor que o direito para haver espaço para os demais órgãos internos.

Considerado um fóssil vivo, possui características inalteradas há mais de 100 milhões de anos. Podem respirar ar atmosférico, podendo frequentar água com baixo nível de oxigênio dissolvido. Além desta característica, apresenta sensores em sua pele que são capazes de detectar pequenas ondas na água causada por insetos que batem na água, sendo um predador bastante furtivo e efetivo. Algumas pesquisas indicam que possuem mais neurônios do que o comum para os peixes, podendo processar mais rapidamente informações.

Referências

  1. Mills, D. and G. Vevers, 1989. The Tetra encyclopedia of freshwater tropical aquarium fishes. Tetra Press, New Jersey. 208 p.
  2. FAO-FIES, 2013. Aquatic Sciences and Fisheries Information System (ASFIS) species list. Retrieved from http://www.fao.org/fishery/collection/asfis/en, July 2013.
  3. Riede, K., 2004. Global register of migratory species – from global to regional scales. Final Report of the R&D-Projekt 808 05 081. Federal Agency for Nature Conservation, Bonn, Germany. 329 p.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Maio/2014
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*