Gourami Gigante de Nadadeira Vermelha (Osphronemus laticlavius)

Osphronemus laticlavius Osphronemus laticlavius2

Classificação

Osphronemus laticlavius (Roberts, 1992)

Classe: Actinopterygii   Ordem: Perciformes  FamíliaOsphronemidae

Nomes comuns: Gourami Gigante de Nadadeira Vermelha  — Inglês: Giant red tail gourami, Red tail gourami

Grupo Aquário: Gouramis, Labirintídeos

Ambiente & parâmetros da água

Água doce • pH: 6.6 – 7.6 • Dureza: 6 – 20  Temperatura: 22°C – 30°C

Encontrado comumente em ambiente de água lenta (lêntico) ou águas permanentes, incluindo lagos de várzeas, lagoas e pântanos, além de grandes rios. Muitas vezes encontrado sob densa vegetação aquática, realiza migração para florestas inundadas.

Tamanho adulto:

50 cm (comum 40 cm) Estimativa de vida: 20 anos +

Distribuição

Ásia, Malásia e Indonésia.

Osphronemus laticlavius-map
Mapa por Discover Life

Manutenção em aquário & Comportamento

Aquário com dimensões mínimas de 180 cm X 50 cm X 60 cm (540 litros) requerido. A escolha da decoração do aquário é indiferente. Plantas podem ser inseridas embora eles comerão a grande maioria.

Descreva seu comportamento em aquário frente a mesma espécie e outras espécies de peixes.

Seu comportamento em aquário é mutável sendo normalmente pacífico com peixes de mesmo porte, podendo se tornar agressivo quando adulto, se mantido em aquário de pequeno porte ou com peixes de formato similar. É uma espécie bastante ativa e resistente, sendo considerado um peixe de longa duração quando bem cuidado. Pode reconhece seu dono e apresenta personalidade bastante singular.

Alimentação

Onívoro (essencialmente herbívoro), em seu ambiente natural alimenta-se principalmente de algas, plantas, peixes, rãs, minhocas e animais mortos, Em cativeiro aceitará alimentos secos e vivos, devendo ser fornecido primariamente alimentos com base vegetal, spirulina e secundariamente alimentos vivos ou filés de peixe ou camarões. Alimentos alternativos como alface, couve e ervilhas podem ser fornecidos.

Reprodução e dimorfismo sexual

Ovíparo. Desova ocorre geralmente entre vegetação flutuante ou ninho de bolhas feito pelo macho para fins reprodutivos, ovos eclodem em cerca de 24-48h e alevinos nadam livremente após 2 ou 3 dias . Macho protege a prole por alguns dias.

Dimorfismo Sexual

Não existe diferenças externas entre machos e fêmeas, no entanto, em época de reprodução os machos costumam ser mais coloridos.

Galeria de imagens

Osphronemus laticlavius4 Osphronemus laticlavius3

Descrição

Ainda pouco difundido entre aquaristas, esta espécie foi descrita somente no começo de 1990. Não é reproduzido em grande proporção, por esta razão é raro no aquarismo e quando surge normalmente apresenta preço relativamente alto.

Apresenta coloração vistosa quando adulto, sendo o Gourami de grande porte mais atraente, desenvolvendo coloração vermelha nas bordas de suas nadadeiras  e corpo variando entre as cores azul esverdeado a preto. A coloração nas nadadeiras pode estar ausente em espécimes juvenis.

Este gourami é uma das 4 espécies atualmente reconhecidas no gênero Osphronemus. Este gênero é comumente designado para os Gouramis gigantes que são bastante semelhantes em sua forma. Entre as espécies descritas estão: Osphronemus gouramy, Osphronemus exodon, Osphronemus laticlavius e Osphronemus septemfasciatus.

Esta espécie pode respirar ar atmosférico, graças a órgãos chamado de labirinto. Este órgão é formado por uma modificação no primeiro arco branquial, altamente vascularizado e ricamente irrigado por vasos sanguíneos, que faz com que o ar passe bem próximo da corrente sanguínea, proporcionando a troca de oxigênio com o sangue por meio de difusão. A estrutura do órgão varia de complexidade entre as espécies , tendendo a ser mais desenvolvido em espécimes que habitam ambiente privado de oxigênio. Esta característica lhe permite sobreviver em águas pobres em oxigênio e estagnadas por longos períodos.

Sinônimos: Osphronemus goramy

Etimologia: Osphronemus; grego osphra = cheiro + nema = filamento, em referência ao órgão olfativo.

Referências

  1. Kottelat, M., A.J. Whitten, S.N. Kartikasari and S. Wirjoatmodjo, 1993. Freshwater fishes of Western Indonesia and Sulawesi. Periplus Editions, Hong Kong. 221 p.
  2. Roberts, T.R., 1992. Systematic revision of the Southeast Asian anabantoid fish genus Osphronemus, with descriptions of two new species. Ichthyol. Explor. Freshwat. 2(4):351-360.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Janeiro/2015
Colaboradores (collaboration): –

 

Sobre Edson Rechi 693 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.