Lamprologus Barrado (Neolamprologus fasciatus)

 

Neolamprologus fasciatus (Boulenger, 1898)

Foto obtida em www.goodjosephlivefishstore.com

Nome Popular: Lamprologus Barrado — Inglês: Barred Lamprologus

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: África, endêmico do lago Tanganyika

Tamanho Adulto: 15 cm

Expectativa de Vida: 5 anos +

pH: 8.0 a 9.0 — Dureza: –

Temperatura: 24°C a 28°C

Aquário Mínimo: 100 cm comprimento X 40 cm largura — o aquário deverá estar munido de substrato arenoso e rochas dispostas formando um paredão. Para aquário comunitário considere pelo menos 150 cm de comprimento.

Comportamento & Compatibilidade: Espécie territorial, normalmente é pacífico com espécies de mesmo porte e que não caibam em sua boca. Pode ser mantida individualmente, em pares ou em grupo em um aquário de tamanho adequado .

Alimentação: Embora o conteúdo estomacal indique uma grande quantidade de camarões, esta espécie é conhecida por emboscar e predar ciclídeos jovens. A maioria dos alimentos vivos e congelados são prontamente aceitos. Alimentos secos raramente são aceitos.

Reprodução: Não alcançado em aquários. É conhecido por desovar em cavernas e também em conchas de caramujos na natureza.

Dimorfismo Sexual: Machos são maiores e apresentam nadadeiras peitoral e dorsal mais longas e pontiagudas.

Biótopo: Normalmente ocorre em áreas rochosas, mas também pode ser encontrada em águas rasas ao próximo da superfície da água.

Etimologia: Neolamprologus do Grego, neos = novo + grego, lampros = luz + grego, lagos = lebre

Sinônimos: Lamprologus fasciatus

Informações adicionais: N. fasciatus é um predador por natureza e sua forma corporal foi adaptada para permitir que entre em pequenas fendas em rochas do lago para atacar invertebrados, ovos, alevinos e pequenos peixes.

A compressão lateral exibida por este peixe também torna difícil avistá-lo de frente, dando a ele uma vantagem sobre seus predadores e presas. Ele caça em uma posição de cabeça para baixo alguns metros acima do substrato, movendo seu corpo em movimentos sinuosos para neutralizar as correntes de água. Às vezes é confundido com espécies juvenis de Altolamprologus, mas pode ser facilmente distinguido por sua íris azul-esverdeada e forma do corpo mais alongada.

Referências:

  • Maréchal, C. and M. Poll, 1991. Neolamprologus. p. 274-294. In J. Daget, J.-P. Gosse, G.G. Teugels and D.F.E. Thys van den Audenaerde (eds.) Check-list of the freshwater fishes of Africa (CLOFFA). ISNB, Brussels; MRAC, Tervuren; and ORSTOM, Paris. Vol. 4.
  • Konings, A., 1988. Tanganyika cichlids. Verduijn Cichlids & Lake Fish Movies, Zevenhuizen, Holland.
  • Romero, P., 2002. An etymological dictionary of taxonomy. Madrid, unpublished.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Dezembro/2020
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 873 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*