Buescheri (Neolamprologus buescheri)

 

Neolamprologus buescheri (Staeck, 1983)

Foto de Jordanella – Driven by Tropical Fish

Nome Popular: Buescheri

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: África, endêmico do lago Tanganyika

Tamanho Adulto: 8 cm

Expectativa de Vida: 5 a 8 anos

pH: 8.0 a 9.0 — Dureza: –

Temperatura: 24°C a 28°C

Aquário Mínimo: 80 cm comprimento X 40 cm largura — o aquário deverá estar munido de substrato com granulometria pequena e muitas rochas formando um paredão para se refugiarem.

Comportamento & Compatibilidade: De comportamento bastante territorial com outros ciclídeos, se limitam a defender um pequeno território, normalmente próximo de fendas das rochas. As fendas, ou brechas, quanto mais estreitas e escondidas melhor para evitar que se afastem. Seu comportamento com outros da mesma espécie é altamente agressivo. Para aquário comunitário é recomendado um aquário com pelo menos 100 cm de comprimento para um casal.

Alimentação: Alimenta-se naturalmente principalmente de larvas de insetos (quironomídeos), além de outros invertebrados. Em aquário aceitam facilmente todo tipo de alimento.

Fêmea de Neolamprologus buescheri – Foto de James McCann (c)

Reprodução: Ovíparo. Macho poderá ter mais de uma fêmea, cada qual em um território. As desovas ocorrem em número reduzido de ovos, normalmente de dois a dez ovos. Pais cuidam da progênie.

Dimorfismo Sexual: Macho ligeiramente maior que a fêmea.

Biótopo: Escolhem preferencialmente os fundos arenosos onde se escondem entre as rochas.

Etimologia: Neolamprologus do Grego, neos = novo + grego, lampros = tocha + grego, lagos = lebre

Sinônimos: Lamprologus buescheri

Informações adicionais: Conhecido como rock dwellers, ou morador de rochas, ocorre em profundidades maiores que 20 metros, mas alguns espécimes são encontrados em águas rasas até 10 metros. Moram em cavernas e  raramente se aventuram a mais de 30 cm de sua caverna; frequentemente, vários indivíduos podem ser vistos juntos. Endêmico e amplamente distribuído na parte sul do Lago Tanganyica.

Referências:

  • Konings, A., 1998. Tanganyika cichlids in their natural habitat. Cichlid Press.
  • Maréchal, C. and M. Poll, 1991. Neolamprologus. p. 274-294. In J. Daget, J.-P. Gosse, G.G. Teugels and D.F.E. Thys van den Audenaerde (eds.) Check-list of the freshwater fishes of Africa (CLOFFA). ISNB, Brussels; MRAC, Tervuren; and ORSTOM, Paris. Vol. 4.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Dezembro/2020
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 873 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*