Peixe Cachimbo (Microphis brachyurus)

 

Microphis brachyurus (Bleeker, 1854)

Foto de Yuriy Kvach (c)

Nome Popular: Peixe Caximbo — Inglês: Short-tailed pipefish

Ordem: Syngnathiformes — Família: Syngnathidae

Distribuição: Cosmopolita

Tamanho Adulto: 22 cm

Expectativa de Vida: 10 anos +

pH: 7.2 a 8.0 — Dureza: –

Temperatura: 24°C a 28°C

Aquário Mínimo: 80 cm comprimento X 30 cm largura — aquário deverá conter enfeites e plantas para que possa se refugiar. A iluminação deve ser preferencialmente moderada e o fluxo de água lento.

Comportamento & Compatibilidade: Espécie extremamente pacífica, mas que oportunamente pode comer peixes de tamanho diminuto. Devido sua natação lenta e dificuldade em se alimentar o ideal será manter em aquário mono espécie ou com invertebrados pacíficos e com tamanho que não caibam em sua boca. Peixes maiores ou de natação rápida devem ser evitados.

Alimentação: Naturalmente se alimentam de vermes, crustáceos e zooplâncton. Dificilmente aceitam alimentos secos e congelados, preferindo alimentos vivos como artêmias, vermes e itens semelhantes e de tamanho apropriado. Daí uma das maiores dificuldades em manter em aquário.

Reprodução: Ovovíparo. A fêmea deposita os ovos na superfície ventral ou na cauda do macho, que possui uma espécie de bolsa, onde são fertilizados e incubados, sendo transportados posteriormente pelas próximas semanas. Os machos atingem a maturidade sexual com cerca de 12 cm.

Dimorfismo Sexual: Desconhecido.

Biótopo: Normalmente ocorre em águas relativamente calmas e rasas com cerca de 25 a 150 cm de profundidade. Encontrados em riachos de água doce, rios e estuários. Juvenis e sub-adultos comumente são encontrados em estuários, enquanto adultos em água doce.

Etimologia: Microphis do grego, mikros = pequeno + grego, ophis = serpente

Sinônimos: Doryichthys philippinus, Microphis jouani, Microphis bleekeri, Doryichthys pristipeltis, Doryichthys auronitens, Doryichthys hasselti, Syngnathus polyacanthus, Syngnathus brachyurus

Informações adicionais: De distribuição cosmopolita, na Ásia e Oceania desde Sri Lanka, sul da Índia, Ilhas Nicobar e leste do Japão. No continente africano desde a costa leste do Quênia ao sul até a área de Natal e também em Madagascar e Ilhas Maurício. No continente americano desde a costa atlântica da Flórida, Bahamas, norte e sul do Golfo do México, Antilhas, costas centrais e sul-americanas até o Brasil

No Brasil pode ser encontrado nos estados de Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Peixe-cachimbo é o nome dado a diversas espécie de peixes do gênero Syngnathus e Microphis , intimamente relacionados com os cavalos-marinhos que compõem a família Syngnathidae. Possuem um corpo bastante alongado com a boca voltada para cima, pequena nadadeira dorsal, ausência de nadadeira pélvica e nadadeira caudal em forma de leque.

Referências:

  • Dawson, C.E., 1985. Indo-Pacific pipefishes (Red Sea to the Americas). The Gulf Coast Research Laboratory Ocean Springs, Mississippi, USA.
  • Breder, C.M. and D.E. Rosen, 1966. Modes of reproduction in fishes. T.F.H. Publications, Neptune City, New Jersey.
  • Rainboth, W.J., 1996. Fishes of the Cambodian Mekong. FAO species identification field guide for fishery purposes. FAO, Rome
  • Pethiyagoda, R., 1991. Freshwater fishes of Sri Lanka. The Wildlife Heritage Trust of Sri Lanka, Colombo.
  • Skelton, P.H., 1993. A complete guide to the freshwater fishes of southern Africa. Southern Book Publishers.
  • Smith, C.L., 1997. National Audubon Society field guide to tropical marine fishes of the Caribbean, the Gulf of Mexico, Florida, the Bahamas, and Bermuda. Alfred A. Knopf, Inc., New York.
  • Sarmento-Soares, L.M., R. Mazzoni and R.F. Martins-Pinheiro, 2009. A fauna de peixes na bacia do Rio Jucuruçu, leste de Minas Gerais e extremo Sul da Bahia. Pan-American Journal of Aquatic Sciences
  • Menezes, N.A., P.A. Buckup, J.L. Figueiredo and R.L. Moura, 2003. Catálogo das espécies de peixes marinhos do Brasil. São Paulo. Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Agosto/2021
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 915 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*