Ciclídeo Branco (Maskaheros argenteus)

 

Maskaheros argenteus  (Allgayer, 1991)

Foto: Rickard Håkansson (c)

Nome Popular: Ciclídeo Branco — Inglês: White cichlid

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: América Central: encosta Atlântica, na bacia do rio Usumacinta, México.

Tamanho Adulto: 27 cm

Expectativa de Vida: 10 anos

pH: 7.0 a 7.5 — Dureza: 12 a 15

Temperatura: 26°C a 30°C

Aquário Mínimo: 100 cm de comprimento X 40 cm de largura — considere um aquário deste porte para um casal formado ou pet fish. Para aquário comunitário considere aquário com mínimo de 400 litros.

Comportamento & Compatibilidade: Ciclídeos da América Central costumam ser agressivos, porém esta espécie apresenta agressividade moderada. Mas não significa que serão submissos quando pressionado ou atacado. Pode ser mantido em aquário comunitário desde que este seja de grande porte.

Alimentação: Tendencialmente herbívoro, embora naturalmente também se alimentem de insetos e crustáceos. Em aquário poderá ser alimentado com rações específicas para ciclídeos e a base de Spirulina.

Reprodução: Ovíparo, produzem até 200 ovos adesivos em superfícies planas de rochas, raízes ou plantas, que eclodem em até três dias, larvas nadam livremente em cerca de cinco dias. Pais cuidam dos alevinos por semanas. 

Dimorfismo Sexual: Machos adultos são maiores e desenvolvem uma leve protuberância na cabeça, além de possuírem nadadeira dorsal e anal maior e pontiaguda. Fêmeas têm o corpo ligeiramente mais arredondado e normalmente têm menos pontos pretos por baixo da zona dos olhos.

Biótopo: Frequentemente encontrado em associação com rochas submersas, raízes de árvores ou em meio a densa vegetação.

Etimologia: A denominação “argentea” deriva de “prata”, significando “peixe de prata”.

Sinônimos: Vieja argentea, Paraneetroplus argenteus, Cichlasoma argentea

Informações adicionais: Espécie originária do México e Guatemala, na bacia do Rio Usumacinta, Rios Salinas, San Roman, San Pedro, Corzo e Tulija. Bastante raro no comércio de aquarismo.

Espécime macho acima e fêmea abaixo respectivamente

Referências:

  • Kullander, S.O., 2003. Cichlidae (Cichlids). p. 605-654. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, Brasil.
  • Conkel, D., 1993. Cichlids of North and Central America. T.F.H. Publications, Inc., USA.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Agosto/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

2 Comentário

  1. Colega bom dia, acompanho com frequência suas postagens.

    aonde consigo encontrar essas espécimes que vc posta, esse Ciclismo Branco e magnifico, e melhor de tudo e pacifico.

     
    • Leandro, particularmente vi uma única vez esta espécie ser comercializada no Brasil. Eu procuro publicar peixes “diferentes” justamente para o pessoal conhecer. Quem sabe assim os distribuidores não investem em peixes fora do habitual.

       

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*