Peixe Limpa Vidro (Macrotocinclus affinis)

 

Macrotocinclus-affinis

Macrotocinclus affinis (Steindachner, 1877)

Nome Popular: Limpa vidro, Limpa folha, Cascudinho — Inglês: Golden otocinclus, Dwarf oto

Família: Loricariidae (Loricarídeos)

Origem: América do Sul, bacia do rio Amazonas

Tamanho Adulto: 5 cm (comum: 3 cm)

Expectativa de Vida: desconhecido

Temperamento: Pacífico

Aquário Mínimo: 60 cm X 30 cm X 30 cm (54 L)

Temperatura: 20°C a 28°C

pH: 5.5 a 7.4 – Dureza: 5 a 19

Visão Geral

Peixe longo e fino, coberto de 23 a 24 placas ósseas que se sobrepõem substituindo as escamas. A cabeça é relativamente plana e termina com uma boca e forma de ventosa. Sua barriga é branca ou levemente amarelada. Apresenta uma faixa preta longitudinal desde sua boca até o pedúnculo caudal. Raios duros presente nas nadadeiras peitorais e dorsal, que servem como defesa contra predadores e não são raros os casos em que, ao manter peixes muito grandes junto com eles, os mesmas fiquem presos na boca do predador podendo levá-los à morte ou a infecções causadas pelos ferimentos.

Muito popular no aquarismo, muitas vezes são vendidos erroneamente como peixes faxineiros que se alimentam de restos de alimentos ou fezes de outros peixes. Embora de fato possam se alimentar de rações que cheguem ao substrato, sua dieta primária consiste em raspar algas que ficam aderidas sobre superfície do vidro, plantas ou qualquer outro adorno do aquário.

Apresenta índole tímida e estão se alimentando a todo momento, podendo não competir por alimentos com outros peixes. Por esta razão, sua taxa de mortalidade nas primeiras semanas pode ser alta quando inseridos em novo aquário. Observe atentamente antes de adquiri-los, se estiver com a barriga muito seca evite comprar. Se estiverem nesta condição e ainda assim pretende adquiri-los, procure isolá-los num aquário a parte por alguns dias e forneça rações específicas para peixes de fundo e alimentos alternativos (vide alimentação abaixo), até estarem mais encorpados e aptos a irem para o aquário principal. Caso não consiga isolá-los em outro aquário, forneça rações de fundo a vontade após cerca de uma hora quando apagar as luzes, desta forma poderão se alimentar sem competir com outros peixes.

Recentemente ganhou um gênero próprio (Macrotocinclus), porém, o binomial Otocinclus affinis permanece como sinônimo válido.

Aquário & Comportamento

Deverá ser mantido preferencialmente em aquário densamente plantado, uma vez que passa a maior parte de seu tempo “descansando” ou se alimentado de algas sobre folhas, vidros e outros objetos do aquário.

Apresenta comportamento extremamente pacífico, ignorando outros peixes do aquário. Deve ser mantido em grupo de pelo menos seis indivíduos para que sintam mais seguros e mostrem seu comportamento natural. Evite criar com peixes de porte muito maior, pois serão alvos fáceis por ficarem expostos constantemente.

Reprodução & Dimorfismo Sexual

Ovíparo. Fêmeas liberam ovos adesivos em superfície plana que serão fertilizados pelo macho. Ovos eclodem em até dois dias quando os alevinos permanecem no saco vitelínico se alimentando deste. Estarão nadando após cerca de dois ou três dias. Não há cuidado parental.

Alimentação

Essencialmente herbívoro. Se alimenta de algas macias, principalmente diatomáceas. Em aquário é recomendado variar sua alimentação com verduras descascadas como abobrinha, cenoura, batata e pepino, além de rações específicas para peixes de fundo.

Etimologia: —

Macrotocinclus-affinis2

Referências

Schaefer, S.A., 2003. Loricariidae – Hypoptopomatinae (Armored catfishes). p. 321-329. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, Brasi.l.

Burgess, W.E., 1989. An atlas of freshwater and marine catfishes. A preliminary survey of the Siluriformes. T.F.H. Publications, Inc., Neptune City, New Jersey (USA). 784 p.

Ferraris, C.J. Jr., 2007. Checklist of catfishes, recent and fossil (Osteichthyes: Siluriformes), and catalogue of siluriform primary types. Zootaxa 1418:1-628.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Fevereiro/2016

Colaboradores (collaboration): –

 

Sobre Edson Rechi 748 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

9 Comentário

  1. Olá boa noite, comprei seis limpa vidros meu sistema de filtragem é de 200 litros para uma aguario de 50 o problema é o seguinte meu aquario nao é plantado! Como fazer a alimentação do mesmo nesse caso?

     
  2. 50 litros 10 Paulistinha, 8 tetras negros, 8 espadinha 6 limpa vidros!! Exagerei? Bomba de oxigenacão e filtro show para aquario de 200 litros! Termostato (qual temperarura ideal para esses peixes ?)

     
  3. Obrigado pela atenção!! Sou iniciante, fiz o processo dos 30 dias da agua tudo certo!! Quantos peixes me indica no aquario? Com essas espécies que indiquei pois gosto de observar os pequeninos

     
  4. Existe algum risco dele atacar a mucosa de meu acara Bandeira? Ouvi dizer que eles costumam grudar e comer a mucosa de peixes maiores (acara bandeira, acara disco e até kinguios já ouvi relatos)

     
  5. Tenho 2 kinguios, após ler os comentários, vou ficar esperto com esses limpa vídros, os meus nao comem a ração de fundo, nem legumes cozidos, estou experimentando hoje dar ervilhas, mas meus kinguios parecem que nunca viram comida, vou tentar aumentar o cardápio dos limpa vidros.

     

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*