Orange chela (Laubuka dadiburjori)

 

Laubuka dadiburjori (Menon, 1952)

Fêmea adulta em primeiro plano. Foto: Hayath (c)

Nome Popular: Dadio, Orange chela

Ordem: Cypriniformes — Família: Cyprinidae

Distribuição: Ásia; endêmico da Índia

Tamanho Adulto: 2 a 3 cm

Expectativa de Vida: desconhecido

pH: 6.0 a 7.4 — Dureza: até 12

Temperatura: 22°C a 24°C

Aquário Mínimo: 80 cm comprimento X 30 cm largura — apesar de seu tamanho diminuto, é um peixe bastante ativo exigindo um bom espaço para nadar. Idealmente deve ser mantido em um aquário plantado com fluxo de água relativamente forte, com uma camada de vegetação cobrindo parcialmente parte da superfície. Manter o aquário bem tampado, esta espécie pula para fora com frequência.

Comportamento & Compatibilidade: Espécie ideal para aquário plantado e de água mais fria. Pacífico, deve ser mantido em numeroso cardume para que mostre seu comportamento natural e cores chamativas.

Alimentação: É provável que se alimente de pequenos invertebrados e zooplâncton na natureza. Em aquário aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

Reprodução: Ovíparo. Desovam em plantas e raízes próximo a superfície da água. Ovos eclodem em até 2 a 3 dias e os alevinos nadam livremente em até 5 dias. Não ocorre cuidado parental.

Dimorfismo Sexual: Fêmeas maduras são mais encorpadas e maiores. Machos em condição de reprodução geralmente exibem cores mais chamativas.

Biótopo: Ocorre em pequenos riachos e piscinas de água doce, tipicamente associado com densa vegetação ripária ou aquática.

Etimologia: Laubuka; de Layubuka , um nome vernacular bengali para L. laubuca,  espécie tipo do gênero. Dadiburjori, nomeado em homenagem ao aquarista de Bombaim Sam J. Dadiburjor, que colecionou, reproduziu e “trouxe este interessante peixe ao conhecimento da ciência”.

Sinônimos: Laubuca dadiburjori Menon, 1952; Chela dadiburjori (Menon, 1952)

Informações adicionais: Endêmico do sul da Índia, com registros dos estados de Goa, Karnataka, Kerala e Tamil Nadu, incluindo os rios Meenachil, Bharatapuzha, Chalakkudy e Sita.

De aparência similar ao Danio nigrofasciatus, apresenta coloração ouro ou prata com uma listra azul em seus flancos. Existem dois morfos de cores, um com uma linha azul distinta e o outro com uma linha azul pontilhada.

Entre outros ciprinídeos, as espécies de Laubuka estão intimamente relacionados aos gêneros Chela, Malayochela e Devario, de acordo com pesquisas filogênicas recentes.

Na maioria dos espécimes, a faixa lateral forma uma série de pontos redondos. Foto: Hayath (c)
Indíviduo adulto sem manchas na lateral. Foto: Graham Ramsay (c)

Referências:

  1. Talwar, P.K. and A.G. Jhingran, 1991. Inland fishes of India and adjacent countries. vol 1. A.A. Balkema, Rotterdam.
  2. Knight, J.D.M. and K.R. Devi, 2014. Chela macrolepis, a new species of cyprinid fish from southern India (Teleostei: Cyprinidae). Ichthyol. Explor. Freshwat.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Julho/2019
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*