Tetra Jelly Bean (Ladigesia roloffi)

 
Ladigesia roloffi  Géry, 1968

Ficha Técnica

Ordem: Characiformes — Família: Alestidae (Alestídeo)

Nomes Comuns: Jelly bean tetra

Distribuição: África, bacia de Gbangbaia em Serra Leoa

Tamanho Adulto: 3 cm

Expectativa de Vida: desconhecido

Comportamento: pacífico, gregário

pH: 6.0 a 7.0 — Dureza: > 10

Temperatura: 22°C a 26°C

Distribuição e habitat

Sua distribuição não é clara, sabe-se que foram coletados em Kasewe Forest na Serra Leoa, na bacia do rio Gbangbaia. Existe um registro de sua captura no rio Du, próximo a Habel, na Libéria (Van den Nieuwenhuisen, 1972).

Kasewe é uma reserva no distrito de Moyamba e compreende uma área de colinas constituídas por rochas vulcânicas cobertas por florestas úmidas, semi-decíduas e perenes.

Outras espécies de peixes conhecidas de Kasewe incluem Epiplatys annulatus , Scriptaphyosemion chaytori , Pelvicachromis humilis , Mochokiella paynei e Notoglanidium thomasi .

Descrição

Também referido popularmente como “Sierra leone dwarf characin”, pertence a família Alestidae que abriga mais de 100 espécies.

Alestídeos foram anteriormente incluídos na família Characidae antes de serem transferidos para seu próprio grupo por Géry (1977) e variam bastante, desde o predador de topo Hydrocynus goliath até micro predadores como Lepidarchus adonis.

Criação em Aquário

Aquário com dimensões mínimas de 60 cm de comprimento e 30 cm de largura desejável.

Decoração do aquário deverá conter preferencialmente substrato arenoso e macio. Adição de raízes, plantas e folha secas simulará seu ambiente natural.

A adição de folhas secas enfatiza a sensação natural, além de servir se refúgio e uma fonte de alimentação secundária, uma vez que se desenvolve colônias de microfauna a medida que ocorre a decomposição.

Esta espécie é sensível a resíduos orgânicos variáveis ​​e nunca deve ser introduzida em aquários biologicamente imaturos.

Comportamento

Pacífico, pode ser mantido em aquário comunitário com peixes de tamanho semelhante.

Tente adquirir pelo menos 8-10 espécimes, uma vez que esta espécie é gregária e apresentará comportamento mais natural quando mantido em grupos maiores.

Reprodução

Ovíparo. Sua reprodução é similar aos demais Tetras. Dispersam ovos livremente entre as plantas. A eclosão ocorre de 24 a 36 horas e após uma semana alevinos estarão nadando livremente. Não ocorre cuidado parental.

Dimorfismo Sexual

Os raios da nadadeira anal são ligeiramente mais compridos em machos, enquanto as fêmeas adultas apresentam corpo levemente mais roliço. 

Alimentação

Onívoro. Provavelmente um micropredador, se alimentando de pequenos invertebrados e zooplancton na natureza.

Em aquário aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

Etimologia: Ladigesia; nomeado em homenagem a W. Ladiges (1910-1984), ictiólogo e curador da coleção de peixes do Museu Zoológico de Hamburgo de 1936 a 1974. Especialista em Killifish.

roloffi: nomeado em homenagem ao ictiólogo amador alemão Erhard Roloff (1903-1980).

Sinônimos: —

Referências

  1. Axelrod, H.R., W.E. Burgess, N. Pronek and J.G. Walls, 1991. Dr. Axelrod’s Atlas of freshwater aquarium fishes. Sixth edition. T.F.H. Publications, Neptune City, New Jersey.
  2. Paugy, D., K. Traoré and P.S. Diouf, 1994. Faune ichtyologique des eaux douces d’Afrique de l’Ouest. p.35-66. In G.G. Teugels, J.F. Guégan and J.J. Albaret (eds.) Biological diversity of African fresh-and brackish water fishes. Geographical overviews presented at the PARADI Symposium, Senegal, 15-20 November 1993. Ann. Mus. R. Afr. Centr., Sci. Zool.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Janeiro/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*