Rasbora brittani (Kottelatia brittani)

 

Kottelatia brittani (Axelrod, 1976)

Foto: Mark Duffill (c)

Nome Popular: Rasbora Britani

Ordem: Cypriniformes — Família: Cyprinidae (Ciprinídeos)

Distribuição: Ásia, Península Malaia e Indonésia

Tamanho Adulto: 5 cm

Expectativa de Vida: desconhecido

pH: 6.0 a 6.5 — Dureza: < 12

Temperatura: 22°C a 28°C

Aquário Mínimo: 60 cm (comprimento) X 30 cm (largura) — Prefere aquário com plantas formando áreas sombreadas. Mostram-se mais coloridos e ativos quando mantidos em aquário plantado com áreas abertas para natação.

Comportamento & Compatibilidade: Espécie pacífica e gregária que forma hierarquia livre, devendo ser mantido em aquário com peixes de porte similar. Será importante manter em cardume com pelo menos 10 espécimes para que mostrem seu comportamento natural e cores mais realçadas. Devido seu tamanho diminuto se torna ideal para aquário plantado com peixes de tamanho diminuto ou de camarões ornamentais.

Alimentação: Sua alimentação natural é desconhecida, presumivelmente se alimenta de larvas de insetos, pequenos vermes e crustáceos. Em aquário aceitará prontamente alimentos secos, mas deve ser oferecido principalmente pequenos alimentos vivos e congelados como Daphnia e Artêmia periodicamente.

Reprodução: Ovíparo. Como a maioria dos pequenos cyprinídeos, espalham seus ovos aleatoriamente entre a vegetação aquática e não exibem cuidado parental. A eclosão dos ovos varia de acordo com a temperatura, normalmente em torno de 72 horas eclodem e os alevinos nadam livremente após três ou quatro dias.

Dimorfismo Sexual: As fêmeas maduras tendem a ser mais encorpadas, principalmente na região ventral, e visivelmente maiores do que os machos que são mais compactos e levemente mais coloridos.

Biótopo: Ocorre em ambiente lêntico como arrozais, pântanos, lagoas e valas com densa vegetação submersa.

EtimologiaKottelatia, nomeado em homenagem ao ictiologista suíço Maurice Kottelat (1957), autor de numerosas espécies e vários gêneros de rasborinas. Brittani, nomeado em homenagem a Martin R. Brittan (m. 2008), monógrafo e revisor do gênero Rasbora e “amigo íntimo pessoal”.

Sinônimos: Rasbora brittani

Informações adicionais: A distribuição desta espécie não é totalmente clara. Descrito a partir do distrito de Segamat, dentro da bacia do rio Johor, estado de Johor, no sul da península da Malásia, mas os espécimes tipo foram obtidos através de um atacadista de Cingapura, então é possível que um erro tenha sido cometido, pois não existem outros registros da espécie na Malásia peninsular.

Tem sido confundido com o Rasbora kalbarensis, de aparência semelhante em algumas ocasiões, mas pode ser distinto por seu tamanho adulto maior, perfil de cabeça mais pontudo e manchas intensas de laranja a vermelho no pedúnculo caudal.

Referências:

  • Liao, T.Y., S.O. Kullander and F. Fang, 2010. Phylogenetic analysis of the genus Rasbora (Teleostei: Cyprinidae). Zoologica Scripta
  • Kottelat, M. and A.J. Whitten, 1996. Freshwater fishes of Western Indonesia and Sulawesi: additions and corrections. Periplus Editions, Hong Kong
  • Tang, KL, MK Agnew, WJ Chen., MV Hirt, T. Sado, LM Schneider, J. Freyhof, Z. Sulaiman, E. Swartz, C. Vidthayanon, M. Miya, K. Saitoh, AM Simons, RM Wood and RL Mayden, 2010 – Molecular Phylogenetics and Evolution 57(1): 189-214
    Systematics of the subfamily Danioninae (Teleostei: Cypriniformes: Cyprinidae).

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Fevereiro/2019
Colaboradores (collaboration): —

Sobre Edson Rechi 747 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*