Austrolebias nigripinnis

 

Austrolebias-nigripinnis

Austrolebias nigripinnis (Regan 1912)

Nome Popular: Killifish — Inglês: Dwarf Argentine Pearlfish, Black Pearlfish

Família: Rivulidae (Rivulídeos)

Origem: América do Sul; baixo Paraná e bacias do Rio Uruguai. Nordeste da Argentina e oeste do Uruguai.

Tamanho Adulto: 5 cm

Expectativa de Vida: 2 anos

Temperamento: Pacífico

Aquário Mínimo: 30 cm X 15 cm X 20 cm (9 L)

Temperatura: 10°C a 25°C

pH: 6.0 a 7.5 – Dureza: 2 a 12

Austrolebias-nigripinnis2

Visão Geral

Encontrado em poças temporárias. Um belo killifish, com uma distribuição ampla de habitat e muito conhecido e criado em cativeiro por hobbistas de todo o mundo.

Aquário & Comportamento

Aquários à partir de 8 litros podem comportar um casal. É necessário utilizar algum substrato para desova, no Brasil utiliza-se principalmente o pó de coco tratado para este fim. Uma vez que o Austrolebias nigripinnis é um peixe mergulhador, é necessário atentar-se à profundidade do substrato que deve ser no mínimo equivalente ao comprimento do peixe. É possível diminuir a quantidade de substrato para desova utilizando um pote alto.

Quando em altas temperaturas, é recomendável utilizar aeração para garantir uma boa taxa de oxigênio dissolvido na água.

Reprodução & Dimorfismo Sexual

Ovíparo anual. O casal mergulha no substrato para deixar seus ovos. Os mesmos passam por um período de diapausa, secos, até que a próxima temporada de cheia aconteça. Em cativeiro, o aquarista deve recolher o substrato e guarda-lo até que se possa ver o embrião formado dentro do mesmo. O tempo de diapausa varia muito com a temperatura, sendo que em geral o embrião está formado com 6 a 12 semanas..

Dimorfismo sexual: Machos são maiores e apresentam coloração escura com pontos brilhantes, além de apresentar nadadeira anal maior e pontiaguda, fêmeas apresentam nadadeira anal arredondada coloração marron manchada.

Alimentação

Carnívoro, se alimentará de qualquer pequeno organismo presente na água. Em cativeiro é comum oferecer artêmias, daphnias, larvas de insetos, enquitreias, tubifex entre outros.

Etimologia: Austrolebias; composto de Austro = sul + Lebias = um táxon que abriga peixes pequenos

Referências

  1. http://www.itrainsfishes.net/content/austrolebias_nigripinnis_001.php
  2. http://www.fishbase.se/summary/Austrolebias-nigripinnis.html
  3. Huber, J.H., 1996. Killi-Data 1996. Updated checklist of taxonomic names, collecting localities and bibliographic references of oviparous Cyprinodont fishes (Atherinomorpha, Pisces). Société Française d’Ichtyologie, Muséum National d’Histoire Naturelle, Paris, France, 399 p.
  4. http://www.aquaflux.com.br/conteudo/peixes-doce/austrolebias-nigripinnis.php

Ficha por (Entered by): Alvaro Yojo — Julho/2016

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*