Cascudinho, Limpa-vidros (Hisonotus francirochai)

 
Hisonotus francirochai (Ihering, 1928)

Ficha Técnica

Ordem: Siluriformes — Família: Loricariidae (Loricarídeos)

Nomes Comuns: Cascudinho, Limpa-vidros

Distribuição: América do Sul, alto da bacia do Paraná

Tamanho Adulto: 3.6 cm

Expectativa de Vida: desconhecido

Comportamento: pacífico

pH: 6.6 a 7.2 — Dureza: desconhecido

Temperatura: 22°C a 26°C

Distribuição e habitat

Sua distribuição ocorre no rio Pardo em São Paulo. Habita águas barrentas e escura.

Descrição

Peixe longo e fino, coberto de placas ósseas que se sobrepõem substituindo as escamas. A cabeça é relativamente plana e termina com uma boca em forma de ventosa.

Criação em Aquário

Aquário com dimensões mínimas de 60 cm de comprimento e 30 cm de largura desejável.

Deverá ser mantido preferencialmente em aquário densamente plantado, uma vez que passa a maior parte de seu tempo “descansando” ou se alimentado de algas sobre folhas, vidros e outros objetos do aquário.

Comportamento

Apresenta comportamento extremamente pacífico, ignorando outros peixes do aquário. Deve ser mantido em grupo de pelo menos seis indivíduos para que sintam mais seguros e mostrem seu comportamento natural.

Evite criar com peixes de porte muito maior, pois serão alvos fáceis por ficarem expostos constantemente.

Apresenta índole tímida e estão se alimentando a todo o momento, podendo não competir por alimentos com outros peixes. Por esta razão, sua taxa de mortalidade nas primeiras semanas pode ser alta quando inseridos em novo aquário. Observe atentamente antes de adquiri-los, se estiver com a barriga muito seca evite comprar.

Reprodução

Ovíparo. Fêmeas liberam ovos adesivos em superfície plana que serão fertilizados pelo macho. Ovos eclodem em até dois dias quando os alevinos permanecem no saco vitelínico se alimentando deste. Estarão nadando após cerca de dois ou três dias. Não há cuidado parental.

Dimorfismo Sexual

Fêmeas são levemente maiores e com ventre roliço.

Alimentação

Essencialmente herbívoro. Em seu ambiente natural se alimenta de plantas, algas e detritos.

Em aquário é recomendado variar sua alimentação com verduras descascadas como abobrinha, cenoura, batata e pepino, além de rações específicas para peixes de fundo.

Muito popular no aquarismo, muitas vezes é vendido erroneamente como peixe faxineiro que se alimentam de restos de alimentos ou fezes de outros peixes. Embora de fato possam se alimentar de rações que cheguem ao substrato, sua dieta primária consiste em raspar algas que ficam aderidas sobre superfície do vidro, plantas ou qualquer outro adorno do aquário.

EtimologiaHisonotus; isos (grego) = igual + noton (grego) = voltar

SinônimosMicrolepidogaster francirochai, Otocinclus francirochai

Referências

  1. Burgess, W.E., 1989. An atlas of freshwater and marine catfishes. A preliminary survey of the Siluriformes. T.F.H. Publications, Inc., Neptune City, New Jersey (USA). 784 p.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Janeiro/2017
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 772 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*