Peixe Arco Íris (Glossolepis dorityi)

 

glossolepis-dorityi3

Glossolepis dorityi (Allen, 2001)

Nome Popular: Peixe Arco-íris — Inglês: não possui

Família: Melanotaeniidae (Melanotaenídeos)

Origem: Ásia; Irian Jaya, Indonésia

Tamanho Adulto: 11 cm (comum: 7 cm)

Expectativa de Vida: 5 anos +

Temperamento: Pacífico

Aquário Mínimo: 80 cm X 30 cm X 40 cm (96 L)

Temperatura: 23°C a 28°C

pH: 6.6 a 7.8 – Dureza: 10 a 20

Visão Geral

Espécime do lago Nenggwambu
Espécime macho do lago Nenggwambu

Endêmico da região do rio do Norte na Papua Ocidental, a área era anteriormente conhecida pelos administradores holandeses como o Nimboran Plain. Está localizado a cerca de 50 quilômetros a oeste do Lago Sentani. A localidade consiste de um pequeno lago redondo (Lago Nenggwambu).

Aparentemente existe uma ligação subterrânea com lagos vizinhos através do substrato calcário. Apresenta águas claras com profundidade variando de 10 a 15 metros, cercado por floresta secundária e plantas aquáticas em abundância. Glossolepis dorityi foi a espécie de peixe mais abundante e um segundo peixe arco-íris também é bastante comum na região (Chilatherina fasciata).

Dan Dority e David Price coletou Glossolepis dorityi em abril de 2000. Heiko Bleher descobriu pela primeira vez esta espécie em Maio de 1999 no Lago Kali Biru (Lago Nenggwambu), mas foi incapaz de recolher quaisquer espécimes. No entanto, em um lago próximo (Lago Jaigum), ele coletou espécimes da mesma espécie. Infelizmente apenas dois machos sobreviveram à viagem de volta para a Europa. Ele retornou em novembro do mesmo ano – mas mais uma vez não teve sucesso na recolha de espécimes. No entanto, durante sua terceira viagem, no final de 2000, ele conseguiu apanhar seis espécimes adultos. Ele também recolheu mais amostras do Lago Jaigum, quando finalmente retornou para Europa com mais espécimes vivos.

Aquário & Comportamento

Prefere aquário plantado com vegetação densa e áreas abertas para natação. São peixes que devem ser mantidos em grupos de pelo menos seis indivíduos, quanto maior o cardume mais natural o seu comportamento e realce das cores.

São peixes de comportamento pacífico que passam a maior parte do tempo disputando território ou a atenção das fêmeas, os machos se enfrentam e exibem suas nadadeiras e cores no máximo esplendor possível.

Reprodução & Dimorfismo Sexual

Ovíparo, são disseminadores livres. A fêmea libera seus ovos na água, próximo a folhas ou rochas, e o macho nada em volta fertilizando-os. Os ovos eclodem em 7 a 12 dias quando mantidos em temperatura mais alta e após alguns dias da eclosão os alevinos já consumiram o conteúdo do saco vitelino e começam a nadar. Não ocorre o cuidado parental.

Apresenta dimorfismo sexual evidente. Machos são maiores e possuem os raios da nadadeira dorsal e anal mais longo, seu corpo apresenta coloração esverdeada com reflexos prateados, além de uma listra laranja ou bronze bastante realçadas principalmente em época de reprodução. Fêmeas apresentam a mesma coloração com as listras laranja ausentes ou pouco evidentes, além se serem menores e possuírem corpo menos robusto.

Alimentação

Onívoro. Em cativeiro aceitará prontamente alimentos secos e vivos. Alimentos vivos e congelados ajudam a acentuar sua coloração.

Etimologia: Glossolepis do grego glossa = língua + grego, lepis = escama. dorityi, em alusão ao seu descritor Dan Dority.

Espécime fêmea do lago Nenggwambu
Espécime fêmea do lago Nenggwambu

Referências

  1. Allen, G.R., 1991. Field guide to the freshwater fishes of New Guinea. Publication, no. 9. 268 p. Christensen Research Institute, Madang, Papua New Guinea.
  2. Wu, H.L., K.-T. Shao and C.F. Lai (eds.), 1999. Latin-Chinese dictionary of fishes names. The Sueichan Press, Taiwan. 1028 p.
  3. Home of The Rainbowfish por Adrian R. Tappin

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Setembro/2016
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*