Peixe Mexerica (Etroplus maculatus)

 

Etroplus-maculatus2

Classificação

Classe: Actinopterygii • Ordem: Perciformes • Família: Cichlidae

Nome binomial: Etroplus maculatus (Bloch, 1795)

Sinônimos: Glyphisodon kakaitsel, Chaetodon maculatus

Grupo Aquário: Ciclídeos anões, Peixes Água Salobra

Nomes comuns

Peixe Mexerica, Ciclídeo Mexerica

Inglês: Orange chromide, Pearl-spot, Orange chromid, Red chromide, Spotted etroplus

Distribuição & habitat

Ásia. Índia e Sri Lanka.

Países: Índia e Sri Lanka.

Habitat: espécie eurialino, ocorre em pequenos riachos e lagoas costeiras em meio a raízes e vegetação aquática. Encontrado principalmente em água salobra e ocasionalmente em água doce.

Etroplus-maculatus-map
Mapa por Discover Life

Ambiente & parâmetros da água

Bentopelágico, anfídromo; água doce, água salobra • pH: 7.2 – 9.0 • Dureza: 0 – 0 • Clima: tropical; 20°C – 28°C • Salinidade: 1000 – 1015

Tamanho adulto

8 cm (comum 6 cm) • Estimativa de vida: 3 a 5 anos

Manutenção em aquário

Aquário com dimensões mínimas de 60 cm X 30 cm X 30 cm (54 litros) requerido. A decoração do aquário é um tanto indiferente, mas poderá simular seu ambiente inserindo substrato arenoso, poucas rochas e raízes. Esta espécie deve ser mantida em água alcalina ou salobra, é intolerante em condições de água ácida.

Espécie bastante pacífica que pode ser mantida em aquário comunitário, mesmo com peixes de pequeno porte. Embora formem casais, aprecia a presença de outros indivíduos da mesma espécie desde que o aquário seja grande o suficiente para mantê-los.

Apresenta comportamento bastante curioso e desinibido quando bem adaptado no aquário, passando a maior parte do tempo “pastando” no substrato a procura de alimentos. Evite criá-los com peixes de porte muito maior ou de comportamento agressivo.

Alimentação

Onívoro, em seu ambiente natural alimenta-se de larvas e ovos de peixes, pequenos invertebrados aquáticos, plantas e secundariamente algas. Em cativeiro aceitará alimentos secos e vivos sem dificuldades, devendo ser fornecido alimentos vivos e matéria vegetal regularmente se possível.

Reprodução e dimorfismo sexual

Ovíparo. Maturidade sexual ocorre próximo de seis meses. A reprodução é similar a outros ciclídeos, o casal irá construir um ninho no substrato onde a fêmea irá fazer a postura dos ovos sendo fertilizado prontamente pelo macho. Eclodem em até 2 dias e estarão nadando livremente em até 3 dias sob a supervisão dos pais. Pais cuidam da progênie por até um mês.

Dimorfismo sexual

Não existem diferenças notórias em seu dimorfismo externo. Eventualmente existem descrições que atribuem aos machos uma cor mais forte assim como um tamanho ligeiramente superior.

Galeria de imagens

Etroplus-maculatus2
Variedade amarela (gold)
Etroplus-maculatus-double
Variedade vermelha (red) e verde (green) respectivamente
Etroplus-maculatus-double2
Espécimes selvagens

Descrição

Espécie de forma oval com nadadeiras translúcidas. Coloração varia de acordo com humor do peixe e ambiente, podendo variar do laranja pálido ao vermelho. Espécimes selvagens possuem coloração verde oliva e raramente são encontrados no aquarismo, variedades ouro e laranja são bastantes comuns no aquarismo, obtido através de cruzamento seletivo.

Exibe simpatria com E. suratensis ao longo de sua área de distribuição natural e observações de populações selvagens fornecem evidências de uma relação simbiótica entre as duas espécies na lagoa Negombo, sudoeste do Sri Lanka. Juvenis de E. maculatus foram vistos “limpando” o corpo de E. suratensis adultos, removendo parasitas e afins, pastando por todo seu corpo e nadadeiras. Este comportamento é notável porque E. maculatus comumente são vistos consumindo ovos e larvas de E. suratensis, este último aparenta apresentar comportamento altruísta, onde indivíduos adultos não relacionados com casais reprodutores ajudam a defender o território delimitado pela espécie. Este comportamento também pode ser notado em alguns ciclídeos, que mesmo em fase adulta ajudam os pais a protegerem seu território de invasores ou predadores, principalmente em época reprodutiva.

Etroplus é o único gênero nativo no continente asiático e atualmente é composto somente por três espécies. Enquanto E. canarensis frequenta exclusivamente água doce e está restrito regionalmente a este ambiente, E. maculatus e E. suratensis são eurialino e ocorrem diversos tipos de ambiente.

Etimologia: a partir do grego Etron que indica “barriga, abdômen inferior” e Hoplon que significa “arma, armadura”, em referência aos raios proeminentes da nadadeira anal, comum em espécies deste gênero.

Referências

  1. Robins, C.R., R.M. Bailey, C.E. Bond, J.R. Brooker, E.A. Lachner, R.N. Lea and W.B. Scott, 1991. World fishes important to North Americans. Exclusive of species from the continental waters of the United States and Canada. Am. Fish. Soc. Spec. Publ. (21):243 p.
  2. Riede, K., 2004. Global register of migratory species – from global to regional scales. Final Report of the R&D-Projekt 808 05 081. Federal Agency for Nature Conservation, Bonn, Germany. 329 p.
  3. Pethiyagoda, R., 1991. Freshwater fishes of Sri Lanka. The Wildlife Heritage Trust of Sri Lanka, Colombo. 362 p.
  4. Nelson Oliveira – Ciclídeos.com

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Junho/2014
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

8 Comentário

  1. criei 2 e elas era problemáticas batia em tudo que via (espada, colisas, mato groso) ser a que dei azar ou elas são assim mesmo?

     
  2. Tenho aquario de 54 litros
    e uma exelente filtragem
    e elodeas, tirei todos peixes e vou recomesar, quero botar 5 meiricas (daqui que ela cresca com certeza ja comprei um aquario maior,
    5 mexericas
    3 mocinhas (ou coridora) sera que da certo?
    a segunda combinaçao seria 5 platrys
    2 coridora

    (ambos eu colocaria uma ampularia) o que acha?

     
  3. Tinha 5 mexiricas em aquario salobro de 250L, hoje são só 2, um casal matou os outros 3, desovam sempre, chega a ser problemático, tanto que comecei a remover os ovos depois que eles desovaram e estavam quase matando a cria anterior de tanto bater, removi a pedra com os ovos e coloquei em outro aquário

     

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*