Barbo Pele de Cobra (Desmopuntius rhomboocellatus)

Desmopuntius rhomboocellatus (Koumans, 1940)

Ficha Técnica

Ordem: Cypriniformes — Família: Cyprinidae — Subfamília: Barbinae

Nomes Comuns: Barbo Pele de Cobra — Inglês: Snakeskin barb, Rhombo Barb

Distribuição: Ásia, endêmico de Bornéu, Indonésia

Tamanho Adulto: 8.8 cm (comum 5 cm)

Expectativa de Vida: 5 anos

Comportamento: pacífico, gregário

pH: 5.0 a 7.0 — Dureza: —

Temperatura: 22°C a 28°C

Distribuição e habitat

Endêmico de Kalimantan, parte indonésia de Bornéu, onde foi registrado em vários sistemas fluviais incluindo Kapuas, Kepayang, Barito e Kahajan.

Encontrado principalmente em água negra, bem como águas paradas, muitas vezes em áreas com gramíneas submersas ou plantas aquáticas e densa vegetação ribeirinha. 

A água é tipicamente de cor marrom com ácidos húmicos e outros produtos químicos liberados por material orgânico em decomposição, conteúdo mineral dissolvido geralmente insignificante e pH tão baixo quanto 3,0 ou 4,0. Substratos são geralmente cheios de folhas caídas, galhos e raízes de árvores submersas, embora em alguns lugares possam ser encontradas plantas aquáticas de gêneros como Cryptocoryne ou Barcalaya.

Descrição

D. rhomboocellatus está incluído em um grupo de peixes de aparência semelhante, intimamente relacionados, que foram transferidos para o novo gênero Desmopuntius por Kottelat (2013). Estavam anteriormente incluídos no gênero Puntius, que durante vários anos foi visto como uma captura polifilética contendo mais de 100 espécies de ciprinídeos de tamanho pequeno a médio até que Pethiyagoda et al. (2012) publicou uma revisão parcial cobrindo os membros do sul da Ásia.

É um peixe que raramente é encontrado em lojas de aquarismo. Muito semelhante a outras espécies de Barbos, porém apresenta marcas em forma de losango em seu corpo, dando-lhes uma aparência de pele de cobra. A cor base do corpo é avermelhada ou alaranjada, com barras verticais rombóides verdes profundas.

Os peixes jovens não são tão coloridos quanto os adultos, eles possuem corpo prateado com costas ligeiramente avermelhadas com padrão pálido.

Criação em Aquário

Aquário com dimensões mínimas de 80 cm de comprimento e 30 cm de largura desejável.

A decoração do aquário poderá ser plantado com substrato macio, iluminação moderada, raízes e folhas pelo substrato, simulando seu biótopo.

Você pode adicionar plantas aquáticas que podem sobreviver em condições tais como Microsorum , Taxiphyllum ou Cryptocoryne spp.

Comportamento

De comportamento pacífico, pode ser mantido em aquário comunitário.

É uma espécie naturalmente gregária devendo ser mantido pelo menos 8 espécimes. Desta forma mostraram seu comportamento natural e suas cores, principalmente dos machos, ficarão ainda mais realçadas.

Reprodução

Similar a outros barbos, após ritual de acasalamento com macho se exibindo para fêmea, ela dispersará ovos livres próximo ao substrato, que serão fecundados em seguida pelo macho. Não exibem cuidado parental e podem comer alevinos. Larvas eclodem em até 48 horas e nadam livremente após 24 horas.

Dimorfismo Sexual

Machos adultos tendem a ser ligeiramente menores, visivelmente mais magros e exibem uma coloração mais intensa que as fêmeas.

Alimentação

Onívoro. Em seu ambiente natural se alimenta de pequenos insetos, vermes, crustáceos e outros zooplâncton.

Em aquário aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

Etimologia: Desmopuntius, do grego antigo δεσμψτης (desmotes), que significa ‘prisioneiro’, e o nome genérico Puntius, em referência ao padrão de cores (listras escuras).

SinônimosBarbus kahajani, Barbus tetrazona, Systomus rhomboocellatus, Barbus rhomboocellatus, Puntius rhomboocellatus

Referências

  1. Kottelat, M. and E. Widjanarti, 2005. The fishes of Danau Sentarum National Park and the Kapuas Lakes area, Kalimantan Barat, Indonesia. Raffles Bull. Zool. Supplement
  2. Kottelat, M., 2013. The fishes of the inland waters of Southeast Asia: a catalogue and core bibliography of the fishes known to occur in freshwaters, mangroves and estuaries. The Raffles Bulletin of Zoology 2013
  3. Roberts, T.R., 1989. The freshwater fishes of Western Borneo (Kalimantan Barat, Indonesia). Mem. Calif. Acad. Sci.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Abril/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 684 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*