Construindo uma artemeira

Autor: Paulo Zuchetti

Apresento para vocês uma ARTEMEIRA que construí com base em outras que andei pesquisando na internet.

Para quem não sabe os náupilos (cistos recém eclodidos) e as próprias artemias são um excelente alimento para peixes ornamentais. Você pode adquirir as artêmias nas lojas de aquarismo, mas os náupilos eu nunca vi para vender em loja nenhuma, então para que seus alevinos cresçam fortes e saudáveis nada melhor do que eclodir seus próprios cistos em casa, para isso será necessário um equipamento como este.

A ARTEMEIRA é composta por:

– Gabinete;

– Painel de controle;

– Câmara de reação;

– Sistema de ar;

– Sistema de Iluminaçãoe

– Sistema de Aquecimento.

Abaixo irei relatar mais detalhadamente cada um dos itens acima.

Gabinete

art.01

O gabinete foi feito em compensado 10 mm com porta pois queria atingir alguns objetivos que não observei nos outros projetos, são eles:

– A patroa não ficar falando “nossa que bichinho nojento você cria ai” Ela não vai ver nada que acontece lá dentro então não tem como reclamar;

– O gabinete serve também para dar uma certa discrição, podendo ser colocado em qualquer lugar de casa e não chamar muito a atenção e

– E o mais importante de todos, reduzir o excesso de barulho quando o compressor de ar esta ligado.

A discrição e o barulho acho que consegui atingir o objetivo, a patroa ainda não fiz o teste, não sei o que vai dar.

Painel de controle

art.02

Queria um negócio bem prático e com apenas uma tomada, então montei um painel onde os dois primeiros botões controlam o sistema de iluminação o terceiro botão é responsável pelo sistema de ar e o quarto e quinto botões cuidam do sistema de aquecimento, com isso não tenho que me preocupar em achar uma extensão, colocar e tirar várias tomadas, é só ligar uma tomada e controlar tudo pelo painel através dos botões.

Câmara de reação

art.03

Neste projeto fiz com dupla câmara de reação assim posso eclodir os náupilos em momentos diferentes, porém no mesmo período do ciclo, vou explicar melhor. Dependendo da situação enquanto uma eclosão esta em seu ciclo na câmara 1 eu posso ir antecipando outra eclosão na câmara 2, não necessitando esperar que a primeira termine seu ciclo total e esperar todo o ciclo novamente correndo o risco de ficar sem alimento para os peixes. Isso devido ao ciclo total ser de 24horas no mínimo e 36 horas no máximo. Ou seja, antes que os náupilos da primeira eclosão termine, terei náupilos da segunda eclosão em fase final de processo.

Como necessitamos de recipiente para 1 litro de água de preferência de forma cônica, acho que não existe nada mais prático do que as garrafas pet, e foi o que utilizei é muito mais prático do que querer inventar a roda novamente.

art.04

Vale lembrar que a garrafa deverá ter seu fundo retirado (cortado) e na parte da tampa teremos de furar e ali colocar um tubinho para fazer a ligação da mangueira de ar que vem do compressor.

Sistema de ar

art.05

O compressor está no compartimento marcado na foto atrás dos botões do painel de controle é um Big Air 230 que dá bem conta do recado.

art.06

As mangueiras utilizadas são aquelas da Boyu de silicone vendidas em lojas de aquário, e as válvulas divisórias de ar e anti retorno, também são encontradas facilmente nas lojas de aquário.

Para a eclosão dos cistos de artêmia é necessária constante circulação de água e também boa oxigenação da mesma dentro da câmara de reação, daí a necessidade de um compressor.

Sistema de iluminação

art.07

Para dar o start inicial no processo biológico de eclosão dos cistos de artêmia é necessário dentre outros a presença de luz, dai optei por quatro leds na parte superior de cada câmara de modo independente.

art.08

No final do ciclo quando os cistos já são náupilos, para facilitar sua captura muda-se o foco de luz para baixo da câmara, onde os náupilos são atraídos pela luz para o fundo da câmara bem mais próximo da saída d’água pela mangueira. Para isso montei um conjunto de 2 leds no fundo de cada câmara também de forma independente.

Sistema de aquecimento

art.09

Também é preciso ter água a uma temperatura entre 28 e 30 graus, para isso também de forma independente coloquei dois aquecedores de 1 wat cada controlados através dos seus respectivos botões no painel.

Ainda falta o acabamento (lixa e pintura), indicação nos botões, mas já fiz uns testes e funcionou perfeitamente.

Coloquei um vídeo no YouTube que vai ajudar com as palavras, lá eu estou falando que é muito mais fácil de se expressar do que através da escrita.

http://youtu.be/Fxb23nROSBU

Sobre Aquarismo Paulista 118 Artigos
Visamos o fortalecimento dos amantes deste hobby, para que possamos promover a divulgação do aquarismo responsável através de nosso grupo no Facebook e site, além de promover encontros e eventos relacionados. O foco do grupo Aquarismo Paulista é abranger todas as vertentes do aquarismo e aquaristas de todos os níveis.