Homem que abandonou peixe de estimação é preso por crueldade com animais

Norte-americano deixou o animal largado em tanque sujo e sem alimentação

 

Um peixinho de água doce está recebendo cuidados especiais depois de ter sido encontrado abandonado, desnutrido e vivendo em condições “deploráveis” na cidade portuária deWilmington, no estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

O bicho da espécie Astronotus ocellatus foi descoberto em uma casa desocupada no mês passado. O ex-proprietário do imóvel, identificado pela polícia como Michael Ray Hinson, foi preso na quarta-feira passada (3) com três acusações de delito de crueldade contra animais. É a primeira vez que tais acusações são feitas no condado em um caso envolvendo um peixe.

Hinson, que foi libertado após pagar uma fiança de US$ 4 mil, deve aparecer para depor no tribunal nesta quinta-feira (11), de acordo com a delegacia New Hanover County Sheriff’s Office. Não está claro se ele tem um advogado.

O tenente Jerry Brewer, porta-voz da delegacia, declarou que o homem foi expulso em 22 de março de sua casa em Wilmington. Três dias depois, policiais foram verificar a residência e descobriram um tanque de peixes em estado “deplorável”.

O peixinho foi levado para o Fish Room, aquário de Wilmington, onde Ethan Lane e outros funcionários o trataram. O rapaz disse à rede WECT, afiliada da NBC, que, quando o animal chegou, “estava em péssimo estado”.

Além disso, ele estava com um orifício na cabeça.

“O buraco é um parasita que entra nos intestinos e funciona de dentro para fora, matando lentamente o peixe”, informou Lane.

O peixe recebeu uma dieta adequada e está sendo tratado com medicação. Lane suspeita que o animal sobreviveu pois teria comido baratas que caíram no tanque. Segundo ele, os Astronotus ocellatus podem crescer mais de 12 polegadas, viver até 20 anos e são “ótimos animais de estimação”. Ele estimou que o peixe resgatado tem cerca de um ano de idade.

“Nós os chamamos de pets molhados”, comentou Lane à WECT. “Eles são muito treináveis e têm personalidades fortes. Alguns podem até ser agressivos.”

As autoridades de Wilmington não divulgaram quem obterá a custódia permanente do bichinho.

Fonte: Revista Galileu

Publicado em Abril/2019

Sobre Edson Rechi 747 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*