Descoberto nova espécie de Cascudinho no São Francisco

Estudo feito por pesquisadores da Unesp foi divulgado pelo Journal of Fish Biology

Uma nova espécie de peixe limpa vidro, também conhecido como cascudinho, foi descoberta na Dacia do Rio São Francisco por três pesquisadores do Departamento de Morfologia do Instituto de Biociências da Unesp de Botucatu (SP). De acordo com a agência da própria universidade, a UnAN, a pesquisa foi publicada no último mês de abril  pelo periódico britânico Journal of Fish Biology, da Sociedade Pesqueira das Ilhas Britânicas (The Fisheries Society of the British Isles).

O material foi produzido pelos pesquisadores Fábio Roxo, Gabriel Silva e Bruno Melo, pós-doutorandos do Laboratório de Biologia e Genética de Peixes.

“A descoberta dessa nova espécie é resultado de uma recente expedição realizada em julho de 2017 em vários afluentes da bacia do Rio São Francisco”, informa a UnAN.

De acordo com os pesquisadores, existem 36 espécies deste gênero distribuídas por várias bacias hidrográficas da América do Sul, principalmente nos rios do sudeste brasileiro, como o Rio Paraná e Rio Costeiros, que drenam diretamente para o Oceano Atlântico. Já o Hisonotus devidei passa a ser a nona espécie catalogada no São Francisco.

Hisonotus devidei representa a 51ª nova espécie descoberta pelos três pesquisadores, além de três novos gêneros, ao longo de cerca de 10 anos de pesquisas no LBP/Unesp. Esta difere das demais espécies de Hisonotus por ter manchas escuras bem visíveis, de formatos variados, dispersadas ao longo da superfície dorso-lateral do corpo e nas nadadeiras, pela altura relativa do corpo e diâmetro relativo da órbita.

Publicado em Junho/2018

Sobre Edson Rechi 696 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

1 Comentário

  1. Ah para, ja tenho no meu aquario faz tempo. Se parece muito com o parotocinclus, mas esse nao tem detalhes vermelhos. Realmente eh tipo um mini cascudo. Adquirido de criador em Marilia, onde eh comun nos riachos da regiao.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*