Lampeye Brichardi (Aplocheilichthys brichardi)

 

Aplocheilichthys brichardi

Nome Popular: Lampeye Brichardi — Inglês: Brichard’s lampeye

Ordem: Cyprinodontiformes — Família: Poeciliidae

Distribuição: África, drenagem central do Rio Congo, incluindo a região do Lago Tumba. Acredita-se que sua distribuição pode ser mais ampla.

Comportamento: Pacífico, gregário

Tamanho Adulto: 3.5 cm (comum: 2 cm)

Expectativa de Vida: 2 anos

pH: 5.8 a 6.6

Dureza: 5 – 10

Temperatura: 24°C a 29°C

Aquário Mínimo: 40 cm X 30 cm X 30 cm (36L)

Alimentação: Onívoro, em seu estado selvagem alimenta-se de insetos, larvas e crustáceos. Em cativeiro aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

Reprodução: Ovíparo, sua reprodução é similar aos Killis não anuais. Fêmea irá depositar ovos adesivos grandes em plantas ou “bruxinhas” (mop) e depois de 12 a 14 dias ocorrerá a eclosão. Pais não cuidam da progênie e podem comer os ovos e alevinos.

Dimorfismo Sexual: Macho é mais colorido e possui a ponta da nadadeira dorsal ligeiramente afilada, além do ventre retilíneo. Fêmeas apresenta nadadeira arredondada, coloração menos intensa e seu ventre é roliço.

Biótopo: Ocorre em pequenos rios, riachos e brejos.

Informações adicionais: Considerado um Killifish, embora pertença a família dos Poecilídeos, é uma espécie bastante rara no aquarismo e difícil de ser mantida em aquário. Contrário aos Killis é uma espécie gregária e deve ser mantida em grupo de pelo menos seis indivíduos em aquário, assim como o uso de tampas para evitar saltos, algo comum da espécie. Não apreciam luz intensa e preferem passar a maior parte do tempo abrigado sob plantas e demais adornos.

Aplocheilichthys brichardi3 Aplocheilichthys brichardi2

Referências:

  1. Seegers, L., 1997. Killifishes of the world: Old world killis I: (Aphyosemion, lampeyes, ricefishes). Aqualog, Verlag: A.C.S. Gmbh, Germany. 160 p.
  2. Huber, J.H., 1996. Killi-Data 1996. Updated checklist of taxonomic names, collecting localities and bibliographic references of oviparous Cyprinodont fishes (Atherinomorpha, Pisces). Société Française d’Ichtyologie, Muséum National d’Histoire Naturelle, Paris, France, 399 p.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Julho/2015
Colaboradores (collaboration): –

 

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*