Tetra Paraguaio (Aphyocharax nattereri)

 

Aphyocharax nattereri (Steindachner, 1882)

Nome Popular: Tetra Paraguaio — Inglês: Dawn tetra

Ordem: Characiformes — Família: Characidae (Caracídeos)

Distribuição: América do Sul, bacias Amazônica e do Paraguai

Tamanho Adulto: 3 cm

Expectativa de Vida: 3 a 5 anos +

pH: 5.5 a 7.5 — Dureza: —

Temperatura: 22°C a 28°C

Aquário Mínimo: 60 cm (comprimento) X 30 cm (largura) desejável — preferem aquário com bastante plantas formando zonas sombrias. A decoração do aquário não é crítica para a espécie, mas se mostram mais coloridos quando mantidos em aquário densamente plantado. Pode-se adicionar raízes e folhas secas (opcional).

Comportamento & Compatibilidade: Espécie de comportamento pacífico podendo ser mantido em aquário comunitário, mas pode mordiscar peixes de longas nadadeiras ou de natação lenta. Este comportamento fica mais acentuado quando são mantidos em pouco espaço ou em pequeno número. Peixe gregário, será importante manter em cardume com pelo menos 10 espécimes para que mostrem seu comportamento natural e cores mais realçadas.

Alimentação: Provavelmente um micro predador alimentando-se naturalmente de pequenos invertebrados e zooplâncton. Em cativeiro aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

Reprodução: Ovíparo. Nas primeiras horas do dia o macho conduzirá a fêmea liberar os ovos que serão fecundados e sua maioria irá para o fundo. Eclodem em até três dias e larvas estarão nadando livremente em até 48h. Pais não exibem cuidado parental.

Dimorfismo Sexual: Quanto ao corpo, o macho tem forma retilínea e a fêmea, forma roliça. Os machos possuem marcações mais realçadas na nadadeira anal.

Biótopo: Ocorre em riachos e afluentes pequenos. Ocorre em riachos e afluentes pequenos. Estes são geralmente sombreados por densa vegetação flutuante ou ciliar.

Etimologia: Aphyocharax; vem do grego aphye (- es) = sardinha, anchova + charax (grego) = nome diminuto de uma espécie de peixe marinho. Nattereri; nomeado em homenagem a Johann Natterer, famoso naturalista e explorador austríaco.

Sinônimos: Aphyocharax paraguayensis, Cheirodon steindachneri, Chirodon pulcher, Chirodon nattereri

Informações adicionais: Distribuído nas bacias Amazônica e do Paraguai. No Brasil é encontrado no estado do Mato Grosso.  Esta espécie é normalmente referida como A. paraguayensis, mas esse nome tem sido considerado sinônimo de A. nattereri desde 2003.

Não é um tetra popular no aquarismo, embora seja frequentemente exportado para Europa e Ásia.

Referências:

  1. Lima, R.S., 2003. Subfamily Aphyocharacinae (Characins). p. 197-199. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, Brasil.
  2. Romero, P., 2002. An etymological dictionary of taxonomy. Madrid, unpublished.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Agosto/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 769 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*