Ciclídeo Trimaculado (Amphilophus trimaculatus)

Amphilophus trimaculatus (Günther, 1867)

Nome Popular: Ciclídeo Trimaculado — Inglês: Three spot cichlid

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: América Central, costa do Pacífico, do México até El Salvador

Tamanho Adulto: 40 cm

Expectativa de Vida: 10 anos

pH: 6.6 a 7.4 — Dureza: —

Temperatura: 23°C a 30°C

Aquário Mínimo: 100 cm de comprimento X 40 cm de largura — considere um aquário deste porte para um casal formado. O aquário deve contar preferencialmente com várias rochas e raízes, além de substrato arenoso e macio. Plantas não irão prosperar, uma vez que costumam fazer buracos no substrato.

Comportamento & Compatibilidade: Ciclídeo extremante agressivo e voraz devendo ser mantido preferencialmente em aquário mono-espécie. Se pretende manter em aquário comunitário, certifique-se de criar  junto com ciclídeos igualmente agressivos e peixes de maior porte, além do aquário possuir bastante espaço (600L +).

Alimentação: Onívoro. Em seu ambiente natural se alimenta de pequenos peixes, macro-invertebrados, insetos aquáticos e terrestres. Em aquário aceitará prontamente alimentos vivos e secos.

Reprodução: Ovíparo, produzem até 1000 ovos adesivos em superfícies planas de rochas, raízes ou plantas, que eclodem em até três dias. Pais guardam os alevinos até que estejam nadando livremente. 

Dimorfismo Sexual: Machos são maiores e mais coloridos, além de possuírem as pontas da nadadeira dorsal e anal mais longas e pontiagudas.

Biótopo: Habita águas lentas em planícies costeiras do Pacífico. Tende a estar associado a substratos lamosos e arenosos, onde vive entre raízes submersas, galhos e vegetação.

Etimologia: —

Sinônimos: Cichlasoma cajali, Cichlasoma gordonsmithi, Cichlasoma centrale, Cichlasoma mojarra, Cichlasoma trimaculatus, Amphilophus trimaculatum, Heros trimaculatus

Informações adicionais: Distribuído no México, Guatemala e El Salvador. Há também populações selvagens nos EUA e Cingapura. É um ciclídeo de grande porte bastante agressivo. Acredita-se que seja um dos peixes que foi usado para gerar o ciclídeo híbrido Flowerhorn.

Referências:

  • Kullander, S.O., 2003. Cichlidae (Cichlids). p. 605-654. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, Brasil.
  • Baensch, H.A. and R. Riehl, 1985. Aquarien atlas. Band 2. Mergus, Verlag für Natur-und Heimtierkunde GmbH, Melle, Germany.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Agosto/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 629 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*