Red Devil (Amphilophus labiatus)

Amphilophus labiatus  (Günther, 1864)

Nome Popular: Diabo Vermelho — Inglês: Red Devil

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: América Central, lagos Nicarágua e Manágua

Tamanho Adulto: 35 cm (comum 25 cm)

Expectativa de Vida: 10 anos

pH: 6.6 a 8.0 — Dureza: —

Temperatura: 24°C a 33°C

Aquário Mínimo: 100 cm de comprimento X 40 cm de largura — considere um aquário deste porte para um casal formado ou pet fish. A decoração do aquário é indiferente, uma vez que o peixe irá redecorar o aquário da forma que achar conveniente removendo o substrato, rochas e raízes. Se houver outros peixes no aquário, organize a decoração para fornecer o máximo de barreiras visuais possíveis. Embora seja improvável erradicá-lo completamente, isso pelo menos ajudará a dissipar seu comportamento agressivo.

Comportamento & Compatibilidade: Ciclídeo extremante agressivo e voraz devendo ser mantido preferencialmente sozinho ou casal formado. Se pretende manter em aquário comunitário, certifique-se de que o aquário seja de grande porte (1.000 litros +). Peixes incluindo ciclídeos robustos da América Central, grandes loricarídeos e bagres, além de peixes de natação rápida como barbos e caracídeos de médio a grande porte são uma possibilidade para se criar junto.

Alimentação: Carnívoro. Naturalmente se alimenta de pequenos peixes, caramujos, larvas de insetos, vermes e outros organismos de fundo. Em aquário aceitará prontamente alimentos secos e vivos.

Reprodução: Ovíparo, produzem até 1000 ovos adesivos em superfícies planas de rochas, raízes ou plantas, que eclodem em até três dias, larvas nadam livremente em cerca de cinco dias. Pais cuidam dos alevinos por várias semanas. 

Dimorfismo Sexual: Machos são maiores e desenvolvem nadadeira dorsal e anal mais longa, além de uma corcova nucal. Quando em seu ambiente natural a corcova se desenvolve principalmente em época de reprodução. Em aquário, muitos espécimes as possuem de forma permanente.

Biótopo: Ocorre em lagos, raramente em rios.

Etimologia: Amphilophus, do grego amphi = em ambos os lados + grego lofos = crista

Sinônimos: Cichlasoma dorsatum, Heros lobochilus, Heros erythraeus, Amphilophus froebelii, Herichthys labiatus, Cichlasoma labiatum, Heros labiatus

Informações adicionais: Um dos peixes mais populares devido à sua personalidade cativante. Os espécimes criados em cativeiro aprendem rapidamente a reconhecer seu dono e exibem um nível de inteligência muito além de outras espécies de peixes. É bastante utilizado experimentalmente para estudos comportamentais.

É um ciclídeo muito confundido com o Amphilophus citrinellus (Midas), porém em A. labiatus como o próprio nome sugere, possui grandes lábios. No entanto, em aquário podem não desenvolver grandes lábios, embora sua boca seja mais pontiaguda. Diferenças mais confiável ​​incluem a nuca maior e aparência mais espessa em A. citrinellus.

Ambas espécies são comumente hibridizadas no hobby, ao ponto de raramente se encontrar espécimes selvagens em cativeiro. Devido aos cruzamentos seletivos realizados, atualmente existem formas de cores como branca, cinza, amarela, laranja, vermelha, barrada e malhada. Devido a esta hibridização intencional entre esta e outras espécies tenha ocorrido extensivamente, dando origem a peixes comuns no aquarismo como o ciclídeo papagaio e o flowerhorn.

A coloração em espécimes selvagens é variável, vai do cinza para um verde acinzentado, dentre alguns espécimes cor rosa, vermelho ou branco. A pigmentação negra também é comum. Alguns exemplares têm lábios bem maiores que outros, embora acredita-se que esta condição está ligada às preferências alimentares específicas de algumas populações nos lagos, uma vez que este traço desaparece em cativeiro.

Referências:

  • Kullander, S.O. and K.E. Hartel, 1997. The systematic status of cichlid genera described by Louis Agassiz in 1859: Amphilophus, Baiodon, Hypsophrys and Parachromis (Teleostei: Cichlidae). Ichthyol. Explor. Freshwat.
  • Yamamoto, M.N. and A.W. Tagawa, 2000. Hawai’i’s native and exotic freshwater animals. Mutual Publishing, Honolulu, Hawaii.
  • Conkel, D., 1993. Cichlids of North and Central America. T.F.H. Publications, Inc., USA.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Agosto/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 684 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*