Acará do Congo (Amatitlania nigrofasciata)

Amatitlania nigrofasciata  (Günther, 1867)

Nome Popular: Acará do Congo — Inglês: Convict cichlid, Zebra cichlid

Ordem: Perciformes — Família: Cichlidae (Ciclídeos)

Distribuição: Ampla distribuição na América Central

Tamanho Adulto: 15 cm (comum: 8 cm)

Expectativa de Vida: 5 anos

pH: 7.0 a 8.0 — Dureza: 9 a 20

Temperatura: 20°C a 36°C

Aquário Mínimo: 80 cm de comprimento X 30 cm de largura — A decoração do aquário é indiferente, mas pode ser composta por troncos, raízes e pedras para servir de refúgios e potenciais locais de desovas. Você também pode fornecer cavernas adicionais na forma de potes de argila. Plantas poderão ser utilizadas, mas podem ser arrancadas pelos peixes, pois são ávidos escavadores.

Comportamento & Compatibilidade: Embora a literatura “aquaristica” indique se tratar de um peixe pacífico e comunitário, se torna uma espécie agressiva e altamente territorialista quando se reproduz. Algo que ocorre com relativa facilidade e frequência. Se pretende criá-lo em aquário comunitário, considere um aquário de grande porte com 300 litros ou mais.

Alimentação: Onívoro, em seu ambiente natural se alimenta de vermes, crustáceos, insetos, peixes e plantas. Em aquário aceitará prontamente a maioria dos alimentos fornecidos.

Reprodução: Ovíparo, desova em superfícies limpas de rochas, folhas ou troncos. Os pais incubam ovos e guardam os juvenis. Após a eclosão os alevinos são transferidos para inúmeras depressões diferentes que são escavadas no substrato. As cavidades escuras são preferidas como ninhos para esconder as crias e torná-las menos evidentes para os predadores visuais. Aproximadamente 100 a 150 ovos são depositados e vigorosamente guardados e cuidados pelo casal. Ovos eclodem em 3 a 4 dias e nadam livremente em até 3 dias. Os jovens tendem a se reunir em torno do corpo da fêmea, enquanto o macho continua a proteger o território de intrusos.

Dimorfismo Sexual: Os machos tendem a crescer mais que as fêmeas e as nadadeiras dorsal e anal apresentam filamentos maiores nos primeiros raios. Alguns espécimes também podem desenvolver uma protuberância nucal. As fêmeas possuem uma mancha escura característica na nadadeira dorsal e são mais coloridas quando estão em condições de desova.

Biótopo: Dada a sua vasta gama natural, encontra-se numa grande variedade de ambientes, desde águas correntes dos rios até às lagoas e lagos. Quase nunca encontrado em águas abertas, porém, preferem ficar em áreas que contenham cobertura vegetal e rochosos. Também ocorrem em piscinas mornas de nascentes e seus efluentes

Etimologia: Amatitlania; nomeado em alusão a um dos locais de sua ocorrência, Amatitlán. Nigrofasciatus; do latim niger, que significa “preto”, e fasciatus, que significa “bandado, manchado”.

Sinônimos: Cryptoheros nigrofasciatus, Cichlasoma nigrofasciatum, Archocentrus nigrofasciatus, Heros nigrofasciatus

Informações adicionais: Ocorre na encosta do Pacífico, do Rio Sucio, em El Salvador até Rio Suchiate, na Guatemala; Encosta Atlântica, do Rio Patuca, Honduras até o Rio Jutiapa, na Guatemala. Tem ampla distribuição na América Central, sendo nativo da Guatemala, Honduras, El Salvador, Nicarágua, Costa Rica e Panamá. Também existe como espécie introduzida em vários países, incluindo os EUA e a Austrália.

Uma espécie extremamente popular no aquarismo e muito adaptável, sendo indicado para aquaristas iniciantes. Existem várias formas de cores artificiais, incluindo a popular forma rosa, leucística, assim como variedades de nadadeiras longas e marmoreadas.

No Brasil é conhecido como Acará do Congo, nomenclatura incorreta uma vez que o peixe é originário da América Central e não ocorre no distante país do continente africano (Congo).

Referências:

  • Schmitter-Soto, J.J., 2007. A systematic revision of the genus Archocentrus (Perciformes: Cichlidae), with the description of two new genera and six new species. Zootaxa
  • Yamamoto, M.N. and A.W. Tagawa, 2000. Hawai’i’s native and exotic freshwater animals. Mutual Publishing, Honolulu, Hawaii.
  • Lavery, R.J., 1991. Physical factors determining spawning site selection in a Central American hole nester, Cichlasoma nigrofasciatum. Environ. Biol. Fish.
  • Crawford, S.S. and E.K. Balon, 1996. Cause and effect of parental care in fishes: an epigenetic perspective. p. 53-107. In ___________ (eds). Advances in the study of behavior. Vol. 25. Academic Press, Inc.
  • Robins, C.R., R.M. Bailey, C.E. Bond, J.R. Brooker, E.A. Lachner, R.N. Lea and W.B. Scott, 1991. World fishes important to North Americans. Exclusive of species from the continental waters of the United States and Canada. Am. Fish. Soc. Spec. Publ.
  • Conkel, D., 1993. Cichlids of North and Central America. T.F.H. Publications, Inc., USA.
  • Kullander, S.O., 2003. Cichlidae (Cichlids). p. 605-654. In R.E. Reis, S.O. Kullander and C.J. Ferraris, Jr. (eds.) Checklist of the Freshwater Fishes of South and Central America. Porto Alegre: EDIPUCRS, Brasil.
  • Hugg, D.O., 1996. MAPFISH georeferenced mapping database. Freshwater and estuarine fishes of North America. Life Science Software. Dennis O. and Steven Hugg, 1278 Turkey Point Road, Edgewater, Maryland, USA.

Ficha por (Entered by): Edson Rechi — Julho/2018
Colaboradores (collaboration): –

Sobre Edson Rechi 706 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*