Os Benefícios da Agua Verde em Aquários

 

Escrito Por Katsuzo Koike — Retirado do Site AqOl.

A famosa “água verde” é vista, em geral, como um dos terrores do aquarismo e do laguismo, para muita gente. Também, ela tem significado desequilíbrio no sistema (tanque, mídias, água, materiais, fauna e flora). Sabemos que desequilíbrios em aquários ocorrem por vários motivos, como por excesso de nutrientes ou de matéria orgânica, por elevada luminosidade, filtragem fraca e excesso de peixes. Água verde, então, simboliza a perda de controle do aquarista sobre seu sistema, ou seja, demonstra certa “incapacidade” em se manter o tanque equilibrado, com água cristalina e sem algas. No entanto, todos devem saber que a proliferação das algas verdes em suspensão, com o gradual turvamento da água, não é algo necessariamente maléfico para a vida dos peixes. Já para as plantas, será um competidor por nutrientes, além de impedir a incidência direta de luz solar em locais mais profundos dos aquários e lagos.

Sua coloração deixada no meio aquático pode ser desde um fraco tom “esverdeado”, até um verde musgo intenso, que pela quantidade de partículas suspensas, aumenta a densidade da água, deixando aquele aspecto desagradável de “sopa de ervilha”. Se houver muita lama verde decantada, não se indica manter peixes nem plantas; os primeiros terão dificuldade de respirar e se deslocar (nado); nas plantas aquáticas, pode provocar sua sufocação. Mas considerando o ditado “a natureza é sábia”, podemos buscar saber até que ponto a água verde é benéfica para para a vida nos aquários; o que queremos provar é que essa água, usada de forma correta e adequada, pode fazer bem para os seres do tanque. Um dos maiores benefícios da água verde é que, como uma água “viva” e repleta de seres vegetais, ela é capaz de alimentar muitas espécies de peixes, sobretudo alevinos. Ela também é carregada de plânctons, um excelente alimento para pequenos peixes. Já li em sites americanos que nutricionalmente, a água verde tem 60% de proteína.

A sabedoria da natureza faz-se presente ainda enquanto essa água protege os filhotes da investida dos predadores, já que atrapalha a visão deles em sua caçada. Também é uma água ótima para espécies comedoras de algas, crustáceos e moluscos, bem como para Kinguios, tilápias e Carpas, que vivem bem nela, claro, em condições controladas, e em espaços razoáveis (tanques grandes). A grande quantidade de algas suspensas na água termina produzindo bastante oxigênio, o que todos agradecem. Outra coisa: água verde potencializa a cor naturais dos peixes. Quem já criou algum em água verde sabe dessa verdade: por exemplo, os barbos Ouros ficam mais amarelos, peixes com tons vermelhos e pretos intensificam suas cores, e assim por diante. Ao que parece, água verde protege até suas escamas e barbatanas de doenças.

Por experiência própria com água verde, de muitos anos, notei que várias algas maléficas não convivem bem com ela, ou pelo menos não se proliferam em seu meio. Não vemos algas pretas, fungos, cianofíceas, nem as marrons e azuis, em tanques antigos de água verde. Essa água cria sim, algas benéficas, aquelas verdes que parecem uma gramínea (pêlos), sobre pedras, troncos, folhas largas e vidros (também há casos de água verde combinadas com algas filamentosas, que devem ser controladas). Após um dos meus depósitos de 40L (de água para as TPAs) ficar totalmente “verde” (tenho 2), comecei a fazer ali umas experiências para o bem dos peixes. Primeiro, comecei a usar esse depósito de água verde para tratar algumas plantas que estavam cobertas com algas pretas, como meu tufo de musgo. Em uma semana imerso na água verde, o preto nos musgos sumiu. Também, o meu aquário de 128L brutos estava ficando com algas pretas, além das terríveis Petecas, bem como um pouco de marrons. O que fiz: nas TPAs, 2x semanais de 15%, usei 5% de água verde em cada vez. Na hora, a água do aquário todo fica sim esverdeada, mas como não há luz intensa, nem do sol, e tem uma boa vazão para o filtro, em 3-4 horas, a água volta a ficar cristalina. As Petecas não sumiram de todo, mas creio que pararam de aumentar. As pretas estão soltando das folhas largas das plantas.

O bom é que os peixes estão muito mais saudáveis e alegres (uma agitação só: 04 Hasemanias, 07 Neóns Pretos, 02 Mato-Grossos, 01 Tetra do Congo e 04 Arlequins). Faz uns 3 meses – quando comecei esse tratamento “ao inverso”, com água verde – que não perdi mais nenhum peixe. Antes disso, morreram meus 04 Barbos Xadrez e um grande Tetra do Congo, por doenças e canibalismos.

Bem, amigos, posso até estar fazendo algo pouco indicado ou equivocado para muitos, mas se as coisas estão dando certo, não há como negar os benefícios dessa água para a vida nos aquários. Definitivamente, o esverdeamento da água não indica degradação. Ela é tudo, menos isso, e pelo contrário, água ficando verde é sinal de explosão de vida! Mas não prego aqui que se deixem os aquários de casa todos verdes. Apenas afirmo que, em doses controladas, a água verde traz benefícios aos aquários e seus peixes, em saúde e vida. E não recomendo aos iniciantes do aquarismo mexerem logo com essa água, para resolverem seus problemas, sem conhecerem bem a biologia e as características da vida aquática, pois não é o objetivo aqui deixar os aquários dos amigos com água turva e verde (e assim, sem visibilidade). Mas com o tempo, no entanto, muitos poderão dizer se tenho razão ou não.

 

Sobre Aquarismo Paulista 90 Artigos
Visamos o fortalecimento dos amantes deste hobby, para que possamos promover a divulgação do aquarismo responsável através de nosso grupo no Facebook e site, além de promover encontros e eventos relacionados. O foco do grupo Aquarismo Paulista é abranger todas as vertentes do aquarismo e aquaristas de todos os níveis.

4 Comentário

  1. Isso é verdade. É muito comum em criações no exterior a criação em tanques com água verde, seja pra evitar o ataque de predadores externos como gatos e gaviões( até os bem-te-vis) ou por ajudar na saúde do peixe.
    A spirulina é uma alga desse tipo, não é?

     
  2. Eu tenho mania de aproveitar recipientes de pedra descartados e montar aquários. Uma das providencias é evitar excesso de limpeza, inclusive evito. Como os deixo expostos ao tempo, apenas observo se os peixes estão confortáveis. Normalmente a disposição deles é maior quando o aquário não é higienizado, só removo elementos que trazidos pelo vento pode comprometer a água ou que seja perigoso a eles. Gostei muito das dicas deste post! Grata

     
  3. Nao tenho do que reclamar com a agua meio esverdeada pelo contrário os mwua peixes estão mais saudaveis e com a coloração bonita as barbatanas estão normais ao contrário de alguns meses antes que quebrei a cabeça pra ciclar meu aquário hoje tem uma boa biológia e uma filtração e oxigenação muito boa apenas uma vez por semana faço a tpa e troco 1,2 da água e mesmo assim fica a agua cristalina

     

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*