Novo pacu descrito na Serra do Carajás

O pesquisador doutor Marcelo Andrade, do Grupo de Ecologia Aquática (GEA) da Universidade Federal do Pará (UFPA), acabou de publicar no periódico Plos One, de circulação internacional, a descrição da nova espécie, que é a sétima espécie de Tometes conhecida da comunidade científica, sendo a quarta descrita por ele, que assina a publicação ao lado dos pesquisadores Tommaso Giarrizzo (UFPA), Michel Jégu (Institut de Recherche pour le Dèveloppment – IRD), Izeni Farias e Valéria Machado (Universidade Federal do Amazonas – UFAM).

O Tometes siderocarajensis é um tipo de pacu encontrado na Serra dos Carajás, daí o nome escolhido pelo pesquisador para batizar a nova espécie. Marcelo Andrade revela, também, que esse peixe não é consumido, popularmente é chamado de “Pacu-Borracha” ou “Curupeté”, e a carne dura e borrachuda desse pacu de tamanho médio – alcança até 40 centímetros – explica a inexistência do consumo pela população local.

Confira o artigo original no site da Universidade do Pará

Foto: Marcelo Andrade (divulgação)

Sobre Edson Rechi 589 Artigos
Aquarista em duas fases distintas, a primeira quando criança e tentava manter peixes ornamentais sem muito sucesso. Após um longo período sem aquários, voltou no aquarismo em 2004, desde então já manteve diversos tipos de aquários como plantado, peixes jumbo, ciclídeos africanos, água salobra, amazônico comunitário e marinho. Atualmente curte e mantém peixes primitivos e ciclídeos neotropicais, suas grandes paixões.

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*